Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4648
Title: Ressonância Magnética Nuclear de Baixo Campo em Estudos de Petróleo
metadata.dc.creator: SILVA, R. C.
Issue Date: 29-May-2009
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: SILVA, R. C., Ressonância Magnética Nuclear de Baixo Campo em Estudos de Petróleo
Abstract: Em alguns campos da Ressonância Magnética Nuclear (RMN), notou-se que a busca por equipamentos capazes de gerar campos magnéticos mais intensos não é tão necessária, voltando-se para o desenvolvimento de equipamentos de RMN de baixo campo, tipicamente de bancada: mais baratos, mais leves, com viés para indústria e análise em linha. Na indústria do petróleo, a RMN é utilizada como um dos sinais coletados para se avaliar reservatórios em análises in situ (perfilagem por RMN), ou análise de rochas em laboratórios de petrofísica. Neste trabalho, o potencial de utilização de um equipamento de RMN de baixo campo para estudos de petróleos sob outras vertentes foi verificado. As medidas experimentais realizaram-se por meio de uma sequência de pulsos CPMG para determinação de T2 e posterior obtenção da curva de distribuição de T2 por Transformada Inversa de Laplace. Testou-se a capacidade do equipamento de quantificar petróleo e água em uma mistura bifásica por diferentes metodologias. Para misturas de água deionizada e petróleo alcançaram-se excelentes resultados, com estimativa do erro médio de predição (errovc) de 0,8% para uma regressão entre o teor de água e a área da água, ou desvio padrão igual a 0,9% para uma relação entre o teor de água com sua área relativa, corrigida pelo índice relativo de hidrogênio. Em misturas de água com agente relaxante e petróleo, também bifásicas, atingiu-se o melhor resultado de errovc=1,6% ao realizar uma regressão PLS nos dados do decaimento da magnetização. Buscando soluções para quantificação dos componentes em misturas de petróleos, prepararam-se amostras com misturas de dois petróleos de características distintas e foi possível quantificar cada componente com um errovc=1,2%, através de uma regressão PLS utilizando os dados da distribuição de T2. Prepararam-se então misturas de três petróleos, sendo que dois possuem características muito semelhantes (petróleos A, B e C com viscosidades cinemáticas a 40°C de 12,6mm².s-1, 519,6 mm².s-1 e 18,0 mm².s-1, respectivamente). Um modelo de regressão PLS de 8 variáveis latentes com os dados da curva de distribuição de T2 forneceu errovc igual a 4,1%, 0,9% e 4,6% para os respectivos petróleos. Palavras-chave: RMN de baixo campo. Petróleos. Quantificação de água. Misturas de petróleos. Quimiometria.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4648
Appears in Collections:PPGQUI - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_3739_Renzo Corrêa Silva.pdf1.42 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.