Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4655
Title: Aplicabilidade da Eletrocoagulação, Eletrocoagulação seguida de reativo de Fenton e Eletrofenton no tratamento lixiviado de aterro sanitário
metadata.dc.creator: RUSSO, C. M.
Keywords: Tratamento de efluentes;Processo eletrolítico;Eletrocoagul
Issue Date: 14-Apr-2010
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: RUSSO, C. M., Aplicabilidade da Eletrocoagulação, Eletrocoagulação seguida de reativo de Fenton e Eletrofenton no tratamento lixiviado de aterro sanitário
Abstract: O presente trabalho teve como principal objetivo estudar processos de tratamento eletroquímico aplicados em um lixiviado de aterro sanitário, com o levantamento de parâmetros físico-químicos de interesse e melhor operacionalidade. Os seguintes sistemas foram estudados: eletrocoagulação, eletrocoagulação seguida do reativo Fenton e eletroFenton. Foram utilizados na pesquisa lixiviados do aterro sanitário do município de Aracruz (Espírito Santo), coletados no ano de 2008 e 2009. As amostras coletadas foram enviadas ao laboratório de Química Analítica da Universidade Federal do Espírito Santo, e armazenadas sobre refrigeração. Um reator eletroquímico foi construído utilizando-se um becker de 3 L, agitação mecânica, e eletrodos de placas de aço carbono 1020, acoplados a uma fonte de corrente contínua constante de 9 A. Vários experimentos foram realizados para os estudos de eletrocoagulação, no sentido de verificar a melhor operacionalização, com alterações nos parâmetros estruturais (geometria do eletrodo) e operacionais (temperatura, volume do eletrólito e inversão de polaridade). Para a execução dos ensaios de eletrocoagulação seguida do reativo de Fenton, alterou-se as relações entre as quantidades de sulfato ferroso heptahidratado e peróxido de hidrogênio, utilizando-se a relação de 1:17 e 1:25 do sal com peróxido de hidrogênio. Para os ensaios de eletroFenton também foram realizados ensaios com a variação de relação, mas nas quantidades de 1:20 e 1:25. Como resultado desta pesquisa, pôde-se observar que o processo eletrolítico e este em combinação com processo oxidativo avançado, são viáveis para o tratamento de lixiviado gerado em aterro sanitário de resíduo sólido urbano. A caracterização inicial deste lixiviado (pH, matéria orgânica, nitrogênio amoniacal, cloreto e metais) indicou que o mesmo provém de aterro com idade superior a 2 anos com grau de estabilização do aterro na fase acidogênica. A eletrocoagulação, eletrocoagulação seguida de reativo de Fenton e eletroFenton mostraram-se adequadas para o processo de remoção de cor, turbidez, compostos orgânicos e metais, porém não adequadas para remoção de amônia e material particulado. Melhores resultados foram obtidos combinando-se o processo eletrolítico com o oxidativo, sendo que o tratamento eletroFenton apresentou em geral melhores resultados, aliado a um período de tratamento menor (uns 30 minutos). Obteve-se uma eficiência de remoção da DQO entre 40 a 50% na eletrocoagulação, entre 60 a 70% na eletrocoagulação seguida de Fenton, e até 78% no sistema eletroFenton. Os resultados obtidos neste estudo são de grande importância como subsídio para elaboração de projetos desses tratamentos físicos-químicos em escala industrial, para tratamento de lixiviado de aterros sanitários.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4655
Appears in Collections:PPGQUI - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_4458_CLAUDIA MARIA RUSSO DE LIMA.pdf6.24 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.