Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4666
Title: Caracterização Química de Materiais Pictóricos Usados em Escultura Policromada - Estudo de Caso de uma Escultura Capixaba
metadata.dc.creator: SERRATE, J. W.
Issue Date: 16-May-2011
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: SERRATE, J. W., Caracterização Química de Materiais Pictóricos Usados em Escultura Policromada - Estudo de Caso de uma Escultura Capixaba
Abstract: O conhecimento das substâncias que constituem as obras de arte é imprescindível para direcionar intervenções nos processos de restauração e conservação, além de fornecer informações sobre o período histórico da elaboração da obra, entendimento da técnica construtiva utilizada pelo artista e reconhecimento de falsificações. Foi escolhida para o estudo deste trabalho uma escultura de madeira policromada, a imagem de Nossa Senhora do Amparo proveniente da paróquia de mesmo nome em Itapemirim. Esta se encontrava no Núcleo de Restauração e Conservação da UFES (NCR-UFES) para ser restaurada. As técnicas utilizadas para estudar os pigmentos e cargas constituintes de algumas regiões dessa obra foram os testes microquímicos, microscopia de luz polarizada (PLM) e análises por espectroscopia no infravermelho com transformada de Fourier (FTIR). Para a análise de aglutinantes foram usados testes de solubilidade e FTIR. Alguns dos pigmentos e cargas puderam ser identificados pelas três técnicas, sendo a combinação dos testes microquímicos e PLM o que apresentou melhor sensibilidade, fornecendo o maior número de resultados. A análise por FTIR possibilitou visualizar apenas as substâncias que se encontravam em grande quantidade. Os espectros de FTIR também forneceram informações sobre os aglutinantes que constituem as repinturas, porém essa análise não foi feita para amostras da pintura original, pois exigiam uma quantidade de amostra que comprometeria a integridade da obra. Testes de solubilidade forneceram resultados condizentes com os resultados da análise por FTIR, mas esse tipo de análise é de difícil visualização, podendo gerar resultados ambíguos se não confrontada com outra técnica.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4666
Appears in Collections:PPGQUI - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_4879_Julia Wanguestel Serrate.pdf10.39 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.