Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4676
Title: Estudo térmico e oxidativo em diferentes matrizes de biodiesel com adição de antioxidantes
metadata.dc.creator: OLIVEIRA, R. M.
Issue Date: 27-Mar-2012
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: OLIVEIRA, R. M., Estudo térmico e oxidativo em diferentes matrizes de biodiesel com adição de antioxidantes
Abstract: A ação de um antioxidante está relacionada com a composição química do biodiesel ao qual é adicionado. Considerando a atual importância da indústria de biodiesel, sua necessidade de utilização de antioxidantes, a potencialidade de produção das culturas de pinhão manso (Jatropha curcas L.) e nabo forrageiro (Raphanus sativus L.) faz-se necessário estudar a eficiência de antioxidantes a fim de aumentar o tempo de estocagem e vida útil do biodiesel, evitar desperdício e propiciar aumento da lucratividade. O objetivo deste trabalho foi testar os antioxidantes BHT, PA e PG, em concentração de 1000ppm (m/m), nos biodieseis de pinhão manso, nabo forrageiro e soja, após tratamento de envelhecimento, através de análises termogravimétricas (TG). Os biodieseis foram obtidos através de reações de transesterificação, utilizando rota metílica, obtendo rendimentos aproximados a 90% e foram caracterizados através de parâmetros físico-químicos e técnicas analíticas como: espectroscopia na região do infravermelho (IV) e TG. O envelhecimento através de degradação térmica e oxidativa foi realizado sob fluxo de ar sintético e temperatura de 150ºC por até 24 horas. Foram retiradas alíquotas para análises de TG e IV nos tempos de tratamento 0, 6, 12 e 24 horas. As curvas TG/DTG foram obtidas da temperatura ambiente até 550ºC a uma taxa de aquecimento de 10ºC/min. A atmosfera utilizada foi de nitrogênio com fluxo de 100mL/min e os cadinhos foram de alumínio descartável sem tampa. Com os dados das análises termogravimétricas foi possível estimar a estabilidade térmica e oxidativa dos biodieseis sem e com antioxidantes. Foram observadas etapas de perdas de massas atribuídas à volatilização e/ou degradação dos biodieseis, mudança no perfil termogravimétrico, aumento no número de etapas de perdas de massas com o passar do tempo de tratamento de envelhecimento, indicando a formação de compostos de auto-oxidação do biodiesel, sendo este fato observado através da mudança das temperaturas ONSET. Foi estimada, para cada biodiesel, uma ordem de eficiência dos antioxidantes, baseado principalmente nas análises das curvas termogravimétricas e parâmetros como solubilidade e preço de mercado, encontrando as seguintes ordens: biodiesel de pinhão manso BHT < PG < PA; biodiesel de nabo forrageiro BHT < PG < PA; biodiesel de soja PG < PA < BHT.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4676
Appears in Collections:PPGQUI - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_5532_RODRIGO MATIELLO OLIVEIRA.pdf3.47 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.