Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4732
Title: Estudo da Influência de Antioxidantes na Avaliação Da estabilidade Oxidativa de Biodiesel Pelo Método PetroOXY.
metadata.dc.creator: SILVA, G. B.
Issue Date: 22-Apr-2015
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: SILVA, G. B., Estudo da Influência de Antioxidantes na Avaliação Da estabilidade Oxidativa de Biodiesel Pelo Método PetroOXY.
Abstract: O uso do biodiesel como um substituto total ou parcial do diesel de petróleo é significante, entretanto a sua baixa estabilidade oxidativa é um ponto desfavorável. Portanto o uso de antioxidantes que aumentem o tempo de degradação promovido pela oxidação é viável. Mas a ação de um antioxidante está relacionada com a composição química do biodiesel ao qual é adicionado. Considerando a importância e o crescimento da indústria de biodiesel, a necessidade de utilização de antioxidantes, e a busca por novas fontes como matérias primas, faz-se necessário estudar a eficiência de antioxidantes para o aumento da vida útil do biodiesel, além de avaliar novas culturas com potencial de produção como o pinhão manso (Jatropha curcas L.) e nabo forrageiro (Raphanus sativus L.). O objetivo deste trabalho foi avaliar os antioxidantes BHT, PA e PG, em concentração de 50, 200, 500, 1000 e 2000 mg/kg, nos biodiesel de pinhão manso, nabo forrageiro e soja, empregando a metodologia PetroOXY, ensaio acelerado de oxidação, para a determinação do seu período de indução. Os biodiesel foram obtidos através de reações de transesterificação, utilizando rota metílica, com rendimentos superiores a 80% e foram caracterizados através de alguns parâmetros físico-químicos. Foi observado a eficiência do uso de antioxidantes e com o aumento da concentração há um aumento do período de indução. A eficiência do BHT foi sempre crescente com o aumento da concentração para todos os biodiesel enquanto que para o PG e PA houve uma diminuição da eficiência na maior concentração. A metodologia usada para avaliação da estabilidade oxidativa, PetroOXY, mostrou-se eficaz, de boa repetibilidade e reprodutibilidade, além de ser mais rápida e completa que o método Rancimat. Na concentração mais elevada, 2000 mg/kg, o melhor desempenho foi para o BHT, nas concentrações inferiores a 2000 mg/kg, a melhor eficiência foi para o PA ~ PG, nos três biodiesel estudados, soja, nabo forrageiro e pinhão manso.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4732
Appears in Collections:PPGQUI - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_8767_Gustavo Bezerra Silva.pdf1.45 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.