Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4836
Title: Avaliação das características físicas e biológicas das sementes de urucu c.v. casca verde durante o desenvolvimento da maturação fisiológica.
metadata.dc.creator: LIMA, R. V.
Issue Date: 1-Jul-2005
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: LIMA, R. V., Avaliação das características físicas e biológicas das sementes de urucu c.v. casca verde durante o desenvolvimento da maturação fisiológica.
Abstract: O urucu (Bixa orellana L.) é uma Bixaceae, cujas sementes apresentam baixa taxa de germinação. Este trabalho teve como objetivo estudar a maturação e a germinação de sementes de urucu. Os estudos foram conduzidos no delineamento experimental inteiramente casualizado, com quatro repetições de 20 frutos e/ou 50 sementes, onde foram avaliados o vigor e a capacidade germinativa. Na maturação, cada inflorescência foi identificada na antese, e nos frutos avaliados: diâmetro, comprimento, peso, coloração, teor de água e massa seca; e, nas sementes, avaliados: massa de mil sementes, velocidade e porcentagem de germinação. Nas fases de maturação foram feitas extração e dosagem de bixina e cortes para estudo citológico. Na avaliação em diferentes temperaturas e substratos, foram utilizadas sementes intactas e sementes escarificadas, em esquema fatorial 2x6x4. Os substratos utilizados foram: a areia, a vermiculita, o pó de coco, o pó de serra, o Plantmax e o rolo de papel Germitest e as temperaturas foram de 20, 25, 30 e 20- 30ºC. Sementes intactas, sementes sem tegumento e apenas eixos embrionários foram avaliados na germinação in vitro, onde foi utilizado meio de cultivo MS, com diferentes concentrações de ágar (4, 6, 8 e 10 g L-1) em esquema fatorial 3x4, com duas repetições de cinco tubos e uma semente por tubo. Avaliou-se a protrusão da raiz principal com 2 mm de comprimento e o desenvolvimento da radícula para eixos embrionários. Concluiu-se que: a maturação fisiológica, maior índice de vigor e teor de corante das sementes, ocorre aos 77 dias após a antese; há dormência após a maturação; os substratos: areia, vermiculita e rolo de papel, sob temperaturas de 25, 30, 20-30ºC podem ser considerados os melhores para a germinação; e, as sementes sem tegumento, em meio contendo 4 g L-1 de ágar, apresentaram maior porcentagem de germinação.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4836
Appears in Collections:PPGPV - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_3377_Renata Vianna Lima20150415-90355.pdf686.6 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.