Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4869
Title: Utilização de resíduos industriais como corretivo da acidez do solo e fonte de nutrientes para o cafeeiro.
metadata.dc.creator: NOGUEIRA, N. O.
Keywords: Acidez do solo;Fertilidade do solo;Sustentabilidade;
Issue Date: 13-Feb-2014
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: NOGUEIRA, N. O., Utilização de resíduos industriais como corretivo da acidez do solo e fonte de nutrientes para o cafeeiro.
Abstract: A utilização de resíduos industriais na agricultura tem demonstrado potencial como corretivos de acidez e, ou fertilizantes, além de apresentar benefícios relacionados ao meio ambiente, ao reduzir os impactos ambientais pela grande quantidade de resíduos gerados do setor industrial. O objetivo deste estudo foi avaliar, em experimentos conduzidos em campo, a utilização de resíduos industriais comparado ao calcário em solos cultivados com café arábica (Coffea arabica L.) e café conilon (Coffea canephora Pierre ex Froehner). No ensaio 1, foram utilizados os seguintes tratamentos: quatro corretivos (calcário como controle, escória de siderurgia, óxido de magnésio e resíduo de mármore como corretivos alternativos) e cinco doses dos corretivos (0; 30; 60; 90 e 120% da necessidade de calagem), o experimento foi conduzido por três anos consecutivos. Anualmente, decorridos seis meses da aplicação dos materiais corretivos, procedeu-se as análises de pH em água, Al3+, H+Al, Ca2+ e Mg2+ no solo; e decorridos três e seis meses da aplicação dos materiais corretivos, procedeu-se as análises dos teores de cálcio e magnésio da folha do cafeeiro. Os resultados mostram que as propriedades químicas do solo são influenciadas pelos corretivos utilizados, porém com a utilização do óxido de magnésio obtém-se um maior incremento dos teores de magnésio no solo. Os teores de cálcio e magnésio na folha do cafeeiro são influenciados pelos corretivos e pelas doses dos mesmos. A escória de siderurgia, o óxido de magnésio e o resíduo de mármore demonstram potencial como corretivos de acidez e fonte de cálcio e magnésio para o café arábica. No ensaio 2, foram utilizados os seguintes tratamentos: quatro corretivos (calcário como controle, escória de siderurgia, óxido de magnésio e resíduo de mármore como corretivos alternativos) e cinco doses dos corretivos (0; 30; 60; 90 e 120% da necessidade de calagem) em solo cultivado com café conilon. O experimento foi avaliado em três épocas. Anualmente, decorridos seis meses da aplicação dos materiais corretivos, procedeu-se as análises de pH em água, Al3+, H+Al, Ca2+ e Mg2+ no solo. Os resultados mostram que os valores de pH, Al3+, H+Al e os teores de cálcio e magnésio trocáveis proporcionados pela aplicação dos corretivos alternativos são semelhantes ou superiores ao calcário para os três anos de execução do experimento. As aplicações de doses crescentes de escória, óxido de magnésio e resíduo de mármore favorecem um decréscimo da acidez do solo e incrementos de cálcio e magnésio trocáveis ao solo. O óxido de magnésio demonstra maior potencial como fonte de magnésio para o solo. Palavras-chave: Acidez do solo. Fertilidade do solo. Resíduos. Sustentabilidade
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4869
Appears in Collections:PPGPV - Teses de doutorado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_6605_Natielia Oliveira Nogueira.pdf614.96 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.