Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4881
Title: Relações entre fertilidade do solo, nutrição mineral do tomateiro (Solanum lycopersicum) e seu efeito sobre a mosca-minadora Liriomyza sativae (Blanchard, 1938) (Diptera: Agromyzidae)
metadata.dc.creator: Oliveira, Carlos Magno Ramos
Keywords: Solos - Fertilidade;Silício;Manejo de pragas;Tomate
Issue Date: 28-Nov-2014
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Abstract: O objetivo deste trabalho foi avaliar a influência de diferentes relações entre nitrogênio e potássio sobre a nutrição mineral e a resistência do tomateiro (Solanum lycopersicum) ao ataque de mosca-minadora (Liriomyza sativae Blanchard) em condições de ausência de escolha (confinamento). Amostras de 5 dm³ de um Latossolo Vermelho-Amarelo distrófico foram secas ao ar, passadas em peneira de 2 mm, encubadas por 21 dias, elevando a 80% a saturação por bases. Em paralelo foram plantadas sementes de tomate da variedade Alambra F1. O experimento foi conduzido no Núcleo de Desenvolvimento Científico e Tecnológico em Manejo Fitossanitário de Pragas e Doenças (NUDEMAFI) em delineamento em blocos casualizados num esquema fatorial 5 x 5, sendo cinco níveis de nitrogênio e potássio contendo 0, 50, 100, 150 e 200% dos níveis necessários para os respectivos nutrientes na cultura do tomate. Foram utilizadas 4 repetições. Para infestação, foi selecionada uma folha das plantas cultivadas, localizados no terço superior (3º ou 4º folha a partir do ápice da planta), coberta por uma sacola de tecido tipo Voal de 22 cm de comprimento e 15 cm de largura e liberados 10 adultos de mosca-minadora por um período de 24 horas. Após a retirada das pupas, foi realizado o corte da 3ª ou 4ª folha do tomateiro onde estava instalada a gaiola de voal. As variáveis nutricionais avaliadas foram teores de nitrogênio e potássio na 3º ou 4º folha. As variáveis entomológicas avaliadas foram duração da fase da fase larval, viabilidade larval, duração da fase pupal, viabilidade da fase pupal, longevidade e razão sexual. Conclui-se que o tomateiro apresentou teores crescentes de nitrogênio e potássio a medida que se aumentou seus respectivos níveis nas combinações estudadas. As plantas de tomate que apresentaram a relação N/K em 1/1 apresentaram resistência induzida e as relações N/K 1/0, 0/0, 0/1, 2/0 e 0,5/0 apresentaram algum efeito inibidor de oviposição e alimentação dos insetos.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4881
Appears in Collections:PPGPV - Teses de doutorado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_7161_CARLOS MAGNO.pdf2.11 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.