Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4895
Title: Enraizamento de microestacas e miniestacas de mamoeiro híbrido UENF/CALIMAN 02
metadata.dc.creator: Oliveira, Márcio José Vieira de
Keywords: Mamoeiro;Mamão;Plantas - Propagação in vitro;Hidroponia;Micropropagação;Propagação vegetativa;Microestaquia;Miniestaquia
Issue Date: 28-Feb-2014
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Abstract: O desenvolvimento da técnica de micropropagação do mamoeiro por meio da cultura de tecidos se destaca como uma ferramenta de grande aplicação na produção em larga escala de clones com características superiores, de sexos definidos e livres de viroses. Na micropropagação, a possibilidade do enraizamento ex vitro proporciona redução de custos com mão de obra e infraestrutura, pois uma etapa do processo in vitro é eliminada e há economia de energia e espaço na sala de crescimento. Outra forma de se obter maior rendimento na produção de brotos das plantas matrizes é a miniestaquia. Foram realizados três experimentos com objetivos de avaliar o efeito da aplicação de ácido indolbutírico (AIB) para indução do enraizamento em microestacas e miniestacas de plantas hermafroditas de mamoeiro híbrido UENF/CALIMAN 02. No experimento 1, as microestacas produzidas in vitro foram submetidas a duas formas de indução para o enraizamento em condições ex vitro em sistema semi-hidropônico: indução in vitro e ex vitro. O experimento foi instalado em num delineamento inteiramente ao acaso em um esquema fatorial 2 x 4, sendo dois sistema de indução (in vitro e ex vitro) e quatro níveis de AIB ( 00; 2,5; 5,0 e 7,5 mg L-1). No experimento 2, foram selecionadas miniestacas (de 4 a 6 cm) das plantas matrizes e submetidas ao enraizamento em hidroponia com diferentes níveis de AIB (0; 1,; 5; 10; 50 e 100 mg L-1 de AIB). O experimento foi instalado em delineamento inteiramente ao acaso com seis tratamentos, quatro repetições e cinco miniestacas por repetição. O experimento 3 foi instalado em esquema fatorial com cinco níveis de AIB: 0; 2,5; 5,0; 7,5 e 10 mg L-1, dois substratos: vermiculita e fibra de coco, num delineamento inteiramente ao acaso, com três repetições e seis miniestacas por repetição. Os dados foram submetidos à análise de variância e as médias foram comparadas pelo teste de Tukey e, para a massa seca da parte aérea e do sistema radicular foram também submetidas à análise de regressão. No enraizamento de microestacas de mamoeiro em sistema semi-hidropônico, o tratamento que gerou melhor resultado (96,66% de enraizamento) foi aquele em que se utilizou 2,5 mg L-1 de AIB com aplicação in vitro. Para o enraizamento de miniestacas em sistema semi-hidropônico, o nível adequado de AIB é de 5,0 mg L-1, que propiciou 61,11% de enraizamento com os substratos vermiculita e com fibra de coco
The development of techniques of micropropagation of papaya through tissue culture stands as a "tool" of wide application in large-scale production of clones with superior characteristics, the sexes defined and free of viruses. In micropropagation, the possibility of ex vitro rooting provides cost saving in manpower and infrastructure, as a step of the in vitro process is eliminated and there is power and space savings in the growth room. Another way to obtain higher yield of shoots of stock plants is microcutting. Three experiments aimed to evaluate the effect of Indolebutyric Acid (IBA) to induce rooting on micropiles and mini hermaphrodite papaya plants hybrid UENF/CALIMAN 02 were performed. In experiment 1 microcuttings produced in vitro were subjected to two forms of induction for rooting in ex vitro conditions in semihydroponic system: in vitro and ex vitro induction. The experiment was installed in a completely randomized design in a 2 x 4 factorial arrangement, two induction system (in vitro and ex vitro) and four levels of IBA (00, 2.5, 5.0 and 7.5 mg L-1 ). In experiment 2 minicuttings were selected (4-6 cm) from the mother plants and subjected to rooting hydroponics with different levels of IBA (0, 1, 5, 10, 50 and 100 mg L-1 IBA). The experiment was installed in a completely randomized design with six treatments, four replications and five minicuttings per replicate. Experiment 3 was installed on factorial design with five levels of IBA: 0, 2.5, 5.0, 7.5 and 10 mg L-1 , two substrates: vermiculite and coconut fiber in a completely randomized design with three replications and six minicuttings per replication. Data were subjected to analysis of variance and means were compared by Tukey test, and for dry weight of shoot and root were also subjected to regression analysis. On rooting of papaya minicuttings in semi-hydroponic system, the treatment that produced the best result (96.66% rooting) was the one which used 2.5 mg L-1 IBA with in vitro application. For rooting cuttings in semi-hydroponic system, the appropriate level of IBA is 5.0 mg L-1 which provided 61.11% rooting with vermiculite and coconut fiber.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4895
Appears in Collections:PPGPV - Teses de doutorado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_7452_Marcio Jose Vieira de Oliveira.pdf1.15 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.