Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5014
Title: DESEMPENHO OPERACIONAL E ANÁLISE DE CUSTOS DA IMPLANTAÇÃO FLORESTAL MECANIZADA DE EUCALIPTO
metadata.dc.creator: CAMPOS, A. A.
Keywords: 1;Florestas Custo operacional;2;Eucalipto;3;Mecanizaç
Issue Date: 26-Jul-2013
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: CAMPOS, A. A., DESEMPENHO OPERACIONAL E ANÁLISE DE CUSTOS DA IMPLANTAÇÃO FLORESTAL MECANIZADA DE EUCALIPTO
Abstract: CAMPOS, Alexandre Arantes.DESEMPENHO OPERACIONAL E ANÁLISE DE CUSTOS DA IMPLANTAÇÃO FLORESTAL MECANIZADA DE EUCALIPTO. 2013. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais) Universidade Federal do Espírito Santo, Jerônimo Monteiro, ES. Orientador: Prof. Dr. Nilton César Fiedler. Coorientador: Prof. Dr. Marcos Vinicius Winckler Caldeira. Esta pesquisa teve como objetivo analisar o desempenho operacional e custo das máquinas nas operações mecanizadas de implantação florestal em plantios de eucalipto. Os dados foram coletados nas regiões norte do Espírito Santo e extremo sul da Bahia. A análise do desempenho operacional consistiu em estudo de tempos e movimentos, a fim de determinar a distribuição dos tempos operacionais, disponibilidade mecânica, grau de utilização, eficiência operacional e produtividade das máquinas. A análise de custos consistiu na estimativa dos custos operacionais nasatividades de implantação florestal. Foram avaliadas as operações de afastamento de resíduos, subsolagem, coveamento com adubação, plantio, capina química e adubação de cobertura. De acordo com os resultados, o maior percentual de tempo produtivo (57,08%) foi observado na região de São Mateus, sendo que não houve diferença entre as operações. A maior média de tempo acessório (17,24%) foi observada na região de Posto da Mata, e os menores percentuais nas operações de subsolagem (11,56%) e coveamento com adubação (12,90%). O plantio possui o maior tempo auxiliar em ambas as regiões, sendo 21,42% em Posto da Mata e 13,08% em São Mateus. A região de São Mateus possui menor média de tempo improdutivo (10,59%) sendo o maior valor na subsolagem (23,93%) e o menor no plantio (3,14%). Comparando os resultados das regiões dentro das operações, a subsolagem (15,65%) possui maior tempo de manutenção em Posto da Mata e o afastamento de resíduos (18,19%) maior em São Mateus. Nas demais operações não houve diferença.Com relação adisponibilidade mecânica, não houve diferença entre operações dentro das regiões, porém a subsolagem (96,17%) possui maior percentual em São Mateus e afastamento de resíduo (95,87%) em Posto da Mata. O maior grau de utilização (71,92%) e eficiência operacional (64,17%) foi em São Mateus, sendo que não houve diferença entre as operações. A maior produtividade foi observada na operação de adubação em ambas as regiões, sendo 2,52ha.h-1 em Posto da Mata e 2,99ha.h-1 em São Mateus. A operação com o maior custo foi a subsolagem(R$112,80/ha). A adubação possui o menor custo (R$12,22/ha). Os melhores indicadores foram observados na região de São Mateus (maior tempo produtivo, melhor eficiência na utilização das máquinas e equipamentos e menor custo). Palavras-chave:Operações florestais, mecanização, custo operacional.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5014
Appears in Collections:PPGCF - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_6591_Dissertação Alexandre Arantes.pdf2.21 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.