Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5019
Title: Diferentes métodos de prognosticar a distribuição diamétrica em povoamentos clonais de eucalipto
metadata.dc.creator: Oliveira, Onair Mendes de
Keywords: Matriz de transição;Estrutura diamétrica;Modelos de distribuição diamétrica
Issue Date: 9-Sep-2013
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Abstract: Este estudo teve o objetivo de avaliar a eficiência de diferentes métodos na prognose da estrutura diamétrica em plantios clonais de eucalipto. Foram utilizadas 47 parcelas de ajuste e 30 parcelas para validação. Foram testados 3 diferentes modelos para estimar a altura dominante (Richards, Logístico e de Schumacher), sendo que o modelo de Richards obteve o melhor desempenho. A partir deste modelo foi utilizado o método da curva guia e as parcelas foram classificadas em 3 diferentes classes de sítio (21,5m; 26,5m; 31,5m). O primeiro método matricial testado foi o de Buongiorno e Michie adaptado. Para tanto as matrizes de transição foram obtidas e utilizadas nos diferentes sítios. De maneira geral, o padrão de transição das árvores nas diferentes classes de diâmetro foi semelhante entre os dois sítios mais produtivos. Percebeu-se uma expressiva estagnação do crescimento nos indivíduos de maior diâmetro no sítio mais produtivo. Tal fato pode representar o momento de se intervir na floresta, tanto no intervalo de 36-48 meses quanto de 60- 72 meses. O segundo método matricial testado foi o de Peterson adaptado. Para tanto foram testados diferentes modelos polinomiais para estimativa das probabilidades de transição. Neste caso, o modelo escolhido foi o quadrático. Diferentes variáveis do povoamento foram inseridas no modelo original, no entanto apenas a idade e o número de árvores por hectare apresentaram influencias significativas. A partir das matrizes estimadas por estas equações, foram projetadas as distribuições diamétricas. Os parâmetros da função Weibull obtidos nas parcelas de ajuste foram utilizados para estimar o número de árvores por classe diamétrica em cada uma das 30 parcelas de validação da base de dados. Em todas estas parcelas o número de árvores por hectare (N/ha) estimado e observado não diferiram significativamente pelo teste de Kolmogorov-Smirnov. Com relação às projeções das distribuições diamétricas os resultados deste teste demonstraram a inexistência de diferenças significativas entre as projeções observadas e estimadas para os três métodos testados. Entretanto, a análise do p-valor mostra que maiores proporções de valores observados são estatisticamente iguais aos observados para o método de Buongiorno e Michie adaptado e função Weibull, em detrimento do método de Peterson Adaptado. A estimativa da mortalidade, não é eficiente nos métodos matriciais. Neste caso sugere-se a utilização paralela ao método matricial de um modelo que estime a mortalidade De uma maneira geral, os métodos de Buongiorno e Michie adaptado e função Weibull obtiveram resultados semelhantes e foram melhores que o método de Peterson Adaptado.
This case was aimed to evaluate the efficiency of different methods on the prognosis diameter structure in clonal eucalyptus. Was used 47 plots of fit and 30 plots for validation. Was tested three different models to estimate dominant height (Richards, Logistic and Schumacher), and the Richards model had the best performance. From this model we used the method of the guide curve and the plots were classified into three different site classes (21.5 m, 26.5 m, 31.5 m). The first method was to test matrix Buongiorno and Michie adapted. For both transition matrices were obtained and used in different sites. In general, the transition pattern of trees in different diameter classes was similar between the two sites more productive. It was noticed a significant growth stagnation in individuals larger diameter in the most productive. This may represent the time to intervene in the forest, both in the range of 36-48 months as of 60-72 months. The second method was tested matrix adapted to Peterson. Therefore, we tested different polynomial models for the estimation of transition probabilities. In this case, the model chosen was quadratic. Different stand variables were included in the original model, however only age and number of trees per hectare showed significant influences. From matrices estimated by these equations were designed the diameter distributions. The parameters of the Weibull function obtained in the portions of the adjustment were used to estimate the number of trees per diameter class in each of 30 plots validation database. In all these plots the number of trees per hectare (N / ha) Estimated and observed did not differ significantly by the Kolmogorov-Smirnov test. With respect to projected diameter distributions of the test results demonstrated no significant differences between the observed and estimated projections for the three tested methods. However, analysis of p-value shows that higher ratios of observed values are statistically equal to that observed for the method of Buongiorno and Michie adapted and Weibull function, instead of the method of Peterson adapted. The estimation of mortality, is not efficient in matrix methods. In this case it is suggested to use parallel to a model matrix method to estimate the mortality. Generally, the method of Buongiorno and Michie adapted and Weibull function and obtained similar results were better than the method of Peterson adapted.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5019
Appears in Collections:PPGCF - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_6852_DISSERTAÇÃO_ONAIR.pdf2.75 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.