Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5038
Title: AVALIAÇÃO GEOTECNOLÓGICA DA DINÂMICA E SUCESSÃO ECOLÓGICA NA FRAGMENTAÇÃO FLORESTAL NA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO CAXIXE, ES
metadata.dc.creator: PEREIRA, M. L.
Keywords: Geoprocessamento;regeneração natural;fitossociologia;anál
Issue Date: 29-Jul-2014
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: PEREIRA, M. L., AVALIAÇÃO GEOTECNOLÓGICA DA DINÂMICA E SUCESSÃO ECOLÓGICA NA FRAGMENTAÇÃO FLORESTAL NA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO CAXIXE, ES
Abstract: PEREIRA, Marcos Lima. ANÁLISE GEOTECNOLÓGICA DA DINÂMICA E SUCESSÃO ECOLÓGICA NA FRAGMENTAÇÃO FLORESTAL NA BACIA HIDROGRÁFICA DORIO CAXIXE, ES. 2014. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais) Universidade Federal do Espírito Santo, Jerônimo Monteiro, ES. Orientador Prof. Dr. Alexandre Rosa dos Santos,Coorientador Sidney Sara Zanetti, CoorientadoraSustanis Horn Kunz. PEREIRA, Marcos Lima. AVALIAÇÃO GEOTECNOLÓGICA DA DINÂMICA E SUCESSÃO ECOLÓGICA NA FRAGMENTAÇÃO FLORESTAL NA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO CAXIXE, ES. 2014. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais) Universidade Federal do Espírito Santo, Jerônimo Monteiro, ES. Orientador Prof. Dr. Alexandre Rosa dos Santos Coorientador Sidney Sara Zanetti, Coorientadora Sustanis Horn Kunz. A bacia hidrográfica do rio Caxixe estende-se por uma região com fisionomias florestais típicas da Mata Atlântica, a qual sofre ações antrópicas, devido principalmente ao processo de ocupação agropecuária. Com a finalidade de somar esforços à proteção e o manejo consciente da Mata Atlântica objetivouse com este trabalho estudar a evolução espaço-temporal (1985-2010) da dinâmica e regeneração natural de fragmentos florestais na bacia hidrográfica do rio Caxixe, ES, por meio de análise geotecnológica das imagens orbitais do satélite LANDSAT 5 TM. A análise estrutural dos fragmentos florestais foi baseada no uso de métricas da paisagem na extensão V-Late 2.0 do aplicativo computacional ArcGIS 10.2. Após, o mapeamento dos fragmentos verificou-se a acurácia por meio do índice Kappa (70,2%) e pelo valor de Exatidão Global (86,29%). Para a comprovação da relação entre os índices métricos de ecologia da paisagem e a regeneração natural foi estudado o fragmento com maior potencial de regeneração da bacia hidrográfica, com base do modelo matemático de análise de critérios múltiplos. As métricas para correlação utilizadas foram CA, MNN, NNAREA e TCA. Os indivíduos lenhosos com DAP ≥ 5 cm foram medidos e identificados, distribuídos em 18 parcelas (10 × 20m). Além da composição florística foram analisados os parâmetros fitossociológicos, a diversidade florística por meio do índice de Shannon (H), equabilidade de Pielou (J) e a similaridade florística. As análises mostraram um aumento de aproximadamente 12,4% na cobertura florestal nesses 25 anos. Das métricas analisadas, a área total e área núcleo do fragmento (30,53% cada) foram as variáveis de maior importância. Foram quantificadas 133 espécies e 82 famílias. As famílias mais ricas em indivíduos foram Arecaceae, Asteraceae e Euphorbiaceae. No fragmento matriz as famílias Asteraceae, Lauraceae e Arecaceae foram as que tiveram o maior IVI. No fragmento regenerado foram Arecaceae, Myrtaceae e Cyatheaceae, sendo observado que os parâmetros que mais influenciaram no IVI do fragmento matriz foram FR e DoR e no regenerado DA. A diversidade florística, calculada segundo H foi de 3,89 e para o J foi de 0,79, indicando estádio médio para avançado de sucessão. Por meio da análise de similaridade foi evidenciada a tendência de formação de três agrupamentos, relacionando o fragmento regenerado com a matriz florestal. Verificou-se que a regeneração sofreu influência da proximidade e área do vizinho, a qual explica a proximidade do fragmento regenerado ao matriz. As métricas área central e área central total explicam a diversidade de espécies existente no fragmento matriz. Desta maneira, a aplicação das técnicas de sensoriamento remoto possibilitaram o mapeamento da evolução espaço-temporal e identificação de fragmentos regenerados, sendo importantes para o planejamento estratégico que visam à conservação e manutenção de áreas de importância socioeconômica e ambiental. Infere-se que as métricas área, proximidade, área do vizinho estão correlacionadas ao processo de regeneração do fragmento, sendo responsáveis por grande parte do potencial de regeneração.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5038
Appears in Collections:PPGCF - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_7936_Dissertação Marcos Lima.pdf4.72 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.