Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5041
Title: QUALIDADE DA MADEIRA SERRADA E DEMARCAÇÃO DO LENHO JUVENIL E ADULTO DO MOGNO AFRICANO
metadata.dc.creator: SILVA, J. G. M.
Keywords: 1;Madeira qualidade;2;Madeira serrada defeitos;
Issue Date: 5-Sep-2014
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: SILVA, J. G. M., QUALIDADE DA MADEIRA SERRADA E DEMARCAÇÃO DO LENHO JUVENIL E ADULTO DO MOGNO AFRICANO
Abstract: Teve-se por objetivo determinar a transição do lenho juvenil e adulto e avaliar a qualidade da madeira para a produção de serrados de duas espécies de mogno africano (Khaya ivorensis e Khayasenegalensis).O material pesquisado (19 anos de idade) foi proveniente de plantios experimentais da Reserva Natural Vale, Linhares, ES, Brasil. Foram mensuradas a altura comercial, o diâmetro à altura do peito DAP e a deformação residual longitudinal(método CIRAD FORÊT). Após o corte das árvores, foram retirados discos na altura do DAP e toras ao longo do fuste, sendoo topo inferior das toras da base fotografado. A morfologia das fibras e vasos foi analisada por meio de estudo microscópico do lenho; o ângulo das microfibrilas mensurado empregando a microscopia de luz polarizada; a densidade aparente, determinada pela técnica de densitometria de raios X; e a densidade básica e a contração volumétrica, determinadas em acordo com normas técnicas vigentes. As rachaduras de topo das toras foram mensuradas utilizando um software analisador de imagens e os defeitos das tábuas secas também foram examinados. Por intermédio da variação radial do comprimento das fibras e da frequência de vasos foi possível demarcar o ponto de transição entre o lenho juvenil e adulto para as duas espécies de mogno africano. O lenho juvenil correspondeu a maior porção do diâmetro do fuste (altura do DAP) e suas propriedades foram mais variáveis e inferiores ao lenho adulto, para ambas espéciesde mogno africano. Não houve diferenças da deformação residual longitudinal, índice de rachaduras de topo de toras e tábuas e deslocamento da medula entre as espécies. Todavia, foram verificadas nas toras e tábuas da espécie de K. ivorensisas maiores dimensões de rachaduras, enquanto o maior índice de empenamentosfoi observado nas tábuas de K.senegalensis.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5041
Appears in Collections:PPGCF - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_8109_Dissert João Gabriel M Silva (versao final).pdf2.74 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.