Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5183
Title: Variabilidade espacial de atributos químicos e físicos de um Latossolo cultivado com Pimenta-do-reino no norte do Espírito Santo.
metadata.dc.creator: AMORIM, D. D.
Issue Date: 17-May-2012
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: AMORIM, D. D., Variabilidade espacial de atributos químicos e físicos de um Latossolo cultivado com Pimenta-do-reino no norte do Espírito Santo.
Abstract: O conhecimento da variabilidade espacial de atributos químicos e físicos do solo, pode ser uma ótima ferramenta para auxílio no manejo das culturas de importância agronômica. A partir de mapas de isovalores pode-se traçar estratégias de manejo, adubação e calagem, podendo propiciar à plantaum melhor desenvolvimento e rendimento. O experimento foi conduzido em uma lavoura de pimenta-do-reino da variedade Bragantina, plantada no espaçamento 3,0 x 1,8 m (1852 plantas ha-1), sob Latossolo Vermelho-amarelo distrófico, localizada no município de São Mateus - ES. As análises de solo serão realizadas no Laboratório de Solos e Análise Foliar e no Laboratório de Física do solo situados no Centro Universitário Norte do Espírito Santo da Universidade Federal do Espírito Santo (CEUNES-UFES). Instalou-se uma malha quadrangular de 100 x 120 m (12.000 m2) com 126 pontos georeferenciados, distanciados entre si às distâncias de 5 x 5 m; 10 x 10 m; e 20 x 20 m, a malha amostral apresenta relevos diferenciados, com declividade variando de 3 a 10%., em cada ponto amostral foram coletadas amostras de solo para análise química do solo, a análise química consistirá de valores de pH, H+Al, Al3+, Ca2+, Mg2+, SB, V, t, T e m. Para cada ponto de amostragem coletou-se ainda uma amostra indeformada na profundidade de 0,10-0,20 m para a determinação da densidade do solo, volume total de poros, macroporos e microporos. Foi feito o estudo da resistência do solo à penetração foi realizado em cada ponto amostral, com sua respectiva umidade volumétrica do solo nas camadas de 0,00-0,20 e 0,020-0,40 m. Uma calagem foi realizada na área estudada, de acordo com mapa de Necessidade de Calagem, a taxa diferenciada para a avaliação da influência da necessidade de calagem nos atributos químicos do solo, com o objetivo de verificar a resposta da calagem a taxa diferenciada. Foi verificada dependência espacial moderada para as variáveis macroporosidade, microporosidade, densidade do solo, umidade na camada de 0,00-0,20 m e na camada de 0,20-0,40; forte para volume total de poros e resistência do solo ao penetrômetro na camada de 0,00-0,20 m e fraca para a camada de 0,20-0,40 m. Tais variáveis apresentaram alcances de 29.1, 33.81, 39.22, 99.59, 22.33, 25.44, 10.38 e 23,31 m para macroporosidade, microporosidade, densidade do solo, umidade nas camadas de 0,00-0,20 e 0,20-0,40, volume total de poros, e resistência do solo ao penetrômetro paras as camadas de 0,00-0,20 e 0,20-0,40, respectivamente. Evidenciou-se correlação espacial negativa entre a produtividade e a densidade do solo. Com a metodologia de calagem diferenciada, conseguiu-se distribuir o melhor o calcário na área em estudo segundo a necessidade de calagem para cada zona de manejo. Conseguiram-se bons ajustes para as variáveis analisadas, refletindo confiabilidade dos dados. Para os ajustes utilizaram-se os modelos Gausiano, Esférico e Exponencial, todos com patamar bem definido.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5183
Appears in Collections:PPGAT - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_5596_Diego Dantas Amorim.PDF2.75 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.