Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5193
Title: PARCELAMENTOS E DOSES DE NITROGÊNIO E POTÁSSIO APLICADOS NO CAFEEIRO CONILON, VIA FERTIRRIGAÇÃO
metadata.dc.creator: MAGIERO, M.
Keywords: Coffea canephora;Crescimento vegetativo;rendimento
Issue Date: 27-May-2013
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: MAGIERO, M., PARCELAMENTOS E DOSES DE NITROGÊNIO E POTÁSSIO APLICADOS NO CAFEEIRO CONILON, VIA FERTIRRIGAÇÃO
Abstract: O Estado do Espírito Santo é o maior produtor de café Conilon e segundo maior produtor de café do Brasil, com cerca de 77% e 25% da produção nacional respectivamente, sendo de grande importância para a economia do Estado, estando presente em 68% das propriedades rurais, com produção atual em torno de 12,5 milhões de sacas, sendo 75% Conilon e 25% Arábica. Destaca-se o predomínio de pequenas propriedades de base familiar, com destaque para a região norte do Estado do Espírito Santo, onde grande parte do cafeeiro Conilon é irrigado, empregando diversos sistemas de irrigação existentes no mercado. O objetivo deste trabalho foi avaliar diferentes parcelamentos das adubações e doses de fertilizantes feitas por fertirrigação no cultivo do cafeeiro Conilon irrigado. O trabalho foi conduzido em uma lavoura comercial de café Conilon (Coffea canephora), coordenadas: lon: 40° 2 34; lat: 18° 40 27, localizada no município de São Mateus, ES, altitude de 80m e precipitação média anual de 1080mm. A cultura foi implantada em abril de 2010, irrigada por microaspersão, espaçamento 3,0 X 0,8m. O experimento foi conduzido em um delineamento inteiramente ao acaso, em parcelas subdivididas e quatro repetições, entre setembro de 2011 e janeiro de 2013, onde as parcelas corresponderam ao parcelamento das adubações anuais sendo: três, nove, quinze e vinte e uma vezes no período de julho a abril de cada ano safra, as subparcelas corresponderam às diferentes doses de nitrogênio e potássio, estabelecidas de acordo com a 5ª aproximação do manual de calagem e adubação para o Estado do Espírito Santo, sendo aplicado 60%, 80%, 100%, 120%, 140% e 160% da dose recomendada. Foi medido o crescimento vegetativo dos ramos ortotrópico e plagiotrópico a cada 90 dias, realizada a contagem dos entrenós dos mesmos e quantificado a produtividade e rendimento da safra 2012. Para o parcelamento das adubações (parcela), apenas o crescimento e número de entrenós do ramo plagiotrópico I não foi significativo e para os dados de produção, referentes à safra de 2012, apenas a granulometria não foi significativa para os diferentes parcelamentos das adubações. As diferentes doses influenciaram apenas o crescimento do ramo plagiotrópico III (CPIII), as demais variáveis avaliadas não apresentaram variação significativa. Para a interação foi significativo o crescimento do ramo plagiotrópico II e o número de grãos nos ramos plagiotrópico I, II e III, ao nível de 5% de probabilidade pelo teste de Tukey. Os dados demonstram que o aumento no parcelamento das adubações tem efeitos positivos, no crescimento e produção do cafeeiro Conilon. Para as doses dos nutrientes, houve diferença significativa apenas para o crescimento do ramo plagiotrópico III, para os demais tratamentos não houve diferença provavelmente em função da adubação residual do cultivo anterior e o curto período de avaliação dos tratamentos, sendo necessário, portanto, um período maior de avaliação para que se tenham dados mais conclusivos.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5193
Appears in Collections:PPGAT - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_6297_30 - Dissertação Marcelo Magiero.pdf460.16 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.