Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5211
Title: Diversidade, Biogeografia e Conservação das Begoniaceae no Estado do Espírito Santo, Brasil
metadata.dc.creator: KOLLMANN, L. J. C.
Issue Date: 13-Feb-2012
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: KOLLMANN, L. J. C., Diversidade, Biogeografia e Conservação das Begoniaceae no Estado do Espírito Santo, Brasil
Abstract: A família Begoniaceae é representada no Brasil pelo gênero Begonia com aproximadamente 215 espécies encontradas principalmente na Mata Atlântica em todas as formações florestais exceto o mangue. No Espírito Santo restam aproximadamente 11% da cobertura vegetal original constituída de fragmentos de diferentes tamanhos que guardam parte da riqueza e diversidade da biota capixaba. Os objetivos deste estudo foram levantar as espécies de Begonia ocorrendo no estado do Espírito Santo, caracterizar as formações vegetais onde elas ocorrem, analisar os padrões de distribuição geográfica, diversidade e riqueza, distribuição nas Unidades de Conservação de Proteção Integral e áreas indicadas como Prioritárias para Conservação da Biodiversidade no Espírito Santo, definir o status de conservação e inferir similaridade das espécies do Espírito Santo com os outros estados brasileiros. A metodologia usada foi a comumente utilizada em levantamento florístico e taxonomia de fanerógamas, levantamento bibliográfico, consulta a herbário, observação e coleta no campo. No Espírito Santo foram encontradas 53 espécies de Begonia, sendo quatro novas para a ciência. Três táxons foram sinonimizados e um reabilitado. Dessas espécies 42 ocorrem em Floresta Ombrófila Densa, quatro em Floresta Estacional Semidecidual e quatro simultaneamente nas duas formações vegetais. Três espécies têm ocorrência nos Neotropicos, três são endêmicas da America do Sul, duas ocorrem no Brasil extra-amazônico, 45 são endêmicas da Mata Atlântica e 18 são endêmicas do Espírito Santo, sendo duas microendémicas. Segundo os critérios da IUCN, 11 espécies são consideradas Criticamente em Perigo, nove Em Perigo, cinco Vulnerável e duas Extintas na Natureza. Ainda são fornecidas, chave de identificação, descrições, distribuição, habitat, etimologia, comentários, mapas e Ilustrações.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5211
Appears in Collections:PPGBT - Dissertações de Mestrado



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.