Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5217
Title: Herbivoria e Atributos Foliares em Comunidades Arbóreas de Mussununga e de Florestas de Mata Alta na Reserva Natural Vale,Linhares-es,brasil.
metadata.dc.creator: NASCIMENTO, A. A.
Issue Date: 29-Feb-2012
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: NASCIMENTO, A. A., Herbivoria e Atributos Foliares em Comunidades Arbóreas de Mussununga e de Florestas de Mata Alta na Reserva Natural Vale,Linhares-es,brasil.
Abstract: O estudo foi realizado em dois tipos fisionômicos florestais (Mata Alta e Mussununga) situados na Reserva Natural Vale. O objetivo principal foi avaliar as relações entre insetos e plantas em dois ambientes edaficamente distintos, testando as seguintes hipóteses: (1) indivíduos da Mussununga são mais atacados por insetos herbívoros do que aqueles da Mata Alta por apresentarem folhas com maiores quantidades de componentes da fibra, característica de ambientes com maior limitação de recursos; (2) espécies pioneiras, as quais apresentam menor ciclo de vida, são mais consumidas por insetos herbívoros do que espécies tardias; (3) espécies filogeneticamente relacionadas apresentam diferenças na expressão dos mecanismos de defesas entre os ambientes de Mata Alta e Mussununga; (4) altas porcentagens de herbivoria, através da remoção manual do tecido foliar, diminuem a sobrevivência, o crescimento de plantas e afeta a produção de folhas; e (5) o efeito da herbivoria é maior nas plantas de Mussununga do que nas de Mata Alta. Foram avaliadas as porcentagens de herbivoria e características foliares (teor de água, área foliar, massa foliar por unidade de área, fenóis totais, fibras em geral e alcalóides) em indivíduos arbóreos das duas comunidades. Quando sorteamos 50 árvores independentes de quais espécies as mesmas pertenciam, verificamos que não houve diferença nas porcentagens de herbivoria entre as comunidades e não houve relação significativa entre herbivoria, teor de água e componentes da fibra. Ao amostrarmos pares congenéricos nos dois ambientes, não houve um padrão para os investimentos em fenóis totais e foi verificado que 3 dos 5 pares estudados apresentaram maiores investimentos em componentes da fibra para os congêneres da Mata Alta, embora a média geral da maioria destas variáveis não tenha diferido entre os ambientes. Ao analisar a herbivoria destes pares congenéricos entre as fitofisionomias encontramos que, somente os valores de herbivoria da Casearia diferiram significativamente entre Mata Alta e Mussununga, sendo maiores para a Mata Alta. Foram verificadas também relações positivas significativas entre herbivoria e área foliar para as espécies de ambos os ambientes, sendo também a herbivoria negativamente relacionada com fibras e lignina para as espécies da Mata Alta e positivamente relacionada com fibras para as espécies da Mussununga. Quando o foco foi direcionado para os grupos funcionais, as espécies pioneiras apresentaram maior qualidade nutricional e menor concentração de defesas do que as plantas de estágio sucessional tardio nos dois tipos florestais. Entretanto, não foram observadas diferenças significativas nas porcentagens de herbivoria entre espécies de estágio sucessional inicial e tardio nos dois xviii ambientes. Por fim, o impacto da herbivoria foliar simulada em mudas transplantadas para os dois ambientes mostrou uma redução na sobrevivência e no crescimento de indivíduos de E. macroplhylla na Mussununga e G. opposita na Mata Alta, quando submetidas à intensa remoção de área foliar total. O impacto da herbivoria nestas espécies não foi maior na Mussununga, não corroborando assim a hipótese de Fine. Embora o ataque dos insetos herbívoros tenha sido de modo geral similar entre os pares congenéricos das duas florestas, estes influenciaram diferentemente na expressão dos mecanismos de defesas destes pares. Assim, estudos comparativos mais aprofundados, envolvendo relações filogenéticas, devem ser realizados para elucidar se os herbívoros influenciam a distribuição das espécies nestes ambientes com diferentes limitações de recursos.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5217
Appears in Collections:PPGBT - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_5806_Aline Alves_dissertação versão final 25 05 2012.pdf2.39 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.