Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5229
Title: Monitoramento de golfinhos no litoral norte do Espírito Santo
metadata.dc.creator: FELIX, G. B. V.
Issue Date: 7-Mar-2014
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: FELIX, G. B. V., Monitoramento de golfinhos no litoral norte do Espírito Santo
Abstract: Capítulo 1: Ocorrência e caracterização de grupos de Sotalia guianensis no litoral do Espírito Santo RESUMO O boto cinza (Sotalia guianensis) habita ambientes costeiros, baías, enseadas e estuários. Ao longo de sua distribuição, algumas populações são consideradas residentes. Recentemente, foi registrada através de monitoramentos por ponto fixo, uma possível alteração na ocorrência de Sotalia guianensis no estuário de Conceição da Barra, ES, que passava por alterações físicas e ecológicas através de dragagens com a construção da orla do município. Esse estudo teve como objetivo principal monitorar os golfinhos em praias no extremo norte do Espírito Santo, a fim de verificar se fatores de influencia na ocorrência de pequenos cetáceos e caracterizar os grupos de golfinhos da região. Foram observados 118 grupos de Sotalia guianensis em Conceição da Barra, sendo 103 no ponto A (foz do rio São Mateus) e 15 no ponto B (interior do estuário). Já na praia de Guriri (ponto C), foram observados 81 grupos, sendo que em geral variaram de um a nove indivíduos. Nos pontos A e C foi observada presença de grupos de botos-cinza durante todo o período de monitoramento. Já, no ponto B ocorreu uma variação significativa entre a presença de indivíduos e o tamanho de grupo quando relacionados ao tipo, o nível e a variação da maré. Houve uma diferença significativa quando avaliado o tamanho dos grupos em todos os pontos de monitoramento. Quanto ao status de comportamento, os pontos apresentaram diferentes padrões de frequência. No ponto A, destacou-se os status de locomoção e alimentação, no entanto, a alimentação foi observada sempre na foz do rio. A locomoção era observada a uma distância maior do ponto de monitoramento e em sua maioria, na direção da praia de Guriri, São Mateus. Com este estudo, foi possível verificar que, mesmo com a não utilização do estuário durante a revitalização da orla, os botos-cinza voltaram a entrar no estuário após a finalização das atividades de dragagens. Além disso, foi verificado que a presença de golfinhos no interior do estuário tem a alimentação como principal atividade e que essa ocorrência sofre influência das marés. Palavras-chave: boto-cinza, estrutura de grupo, monitoramento. Capítulo 2: INTERAÇÃO GOLFINHO X PESCA NO LITORAL NORTE DO ESPÍRITO SANTO RESUMO A captura acidental apresenta uma série de ameaças às populações, principalmente aos odontocetos de pequeno porte, tornando-se assim um dos principais problemas de manejo pesqueiro. Os objetivos deste estudo foi registrar as espécies de golfinhos encalhados no litoral norte do Espírito Santo, verificando indícios da interação da pesca com os pequenos cetáceos na região. Foram registrados durante o período de agosto de 2010 a outubro de 2013, 29 encalhes de pequenos cetáceos, sendo eles nove em Conceição da Barra e 20 em São Mateus. Dentre os encalhes registrados, 25 foram da espécie Sotalia guianensis (86 %), três Pontoporia blainvillei (10 %) e um Peponocephala electra (4%). Quando comparados os registros de encalhes de pequenos cetáceos ao longo dos meses coletados, os dados apresentaram uma variação significativa (p < 0,05). Observou-se que os meses do verão apresentaram os maiores índices de encalhes, provavelmente devido à intensificação da pesca na região com o turismo. Com relação aos possíveis fatores que levaram ao encalhe destes animais, dos 29 registros, oito possuíam marcas de artefatos de pesca visíveis, em seis deles não foi possível o reconhecimento das marcas devido ao grau avançado de decomposição e 15 não apresentavam marcas visíveis de artefatos pesqueiros. Com esse estudo foram encontrados indícios de interação entre cetáceo e a atividade pesqueira artesanal na região norte do Espírito Santo, e que esta interação pode ser a responsável por um número expressivo de mortes e encalhes destes animais no litoral. O monitoramento e estudos em longo prazo são sugeridos a fim de ampliar os registros de encalhes e melhor caracterizar e/ou identificar os impactos pesqueiros sobre a população de pequenos cetáceos no Espírito Santo. Palavra-chave: captura acidental, encalhes, golfinhos, pesca.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5229
Appears in Collections:PPGBT - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_7527_Dissertação_Geórgia.pdf2.05 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.