Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5233
Title: "Ecologia e Etnozoologia da família Teredinidae (Mollusca, Bivalvia) em área de manguezal do município de Conceição da Barra, Espírito Santo, Brasil"
metadata.dc.creator: SILVA, C. A.
Issue Date: 28-Mar-2014
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: SILVA, C. A., "Ecologia e Etnozoologia da família Teredinidae (Mollusca, Bivalvia) em área de manguezal do município de Conceição da Barra, Espírito Santo, Brasil"
Abstract: A família Teredinidae é composta por espécies altamente especializadas em perfuração de madeira, sendo abundante em manguezais devido à alta disponibilidade desse substrato. Esse grupo tem importância relevante, pois particulam a madeira e deixam expostas suas galerias ao morrerem, facilitando a ação de bactérias e fungos, além de servirem de alimento para invertebrados e vertebrados. Apesar de sua importância ecológica, teredinídeos têm sido reconhecidos, principalmente, pelos grandes prejuízos à indústria da pesca e, devido a isso, a maioria dos estudos são relacionados a métodos de proteção e resistência de diversas madeiras à ação perfurante desses organismos. O conhecimento a respeito do grupo faz-se necessário para compreensão taxonômica, ecológica e de sua etnozoologia, principalmente no estado do Espírito Santo, onde estudos nessa área com este táxon são inexistentes. Este trabalho teve como objetivo geral determinar a fauna de Teredinidae presente em áreas de manguezal do município de Conceição da Barra. Para isso, foram obtidos indivíduos do táxon através de implantação de coletores confeccionados com compensado laminado e de coleta de troncos de mangue em processo de decomposição. Os espécimes foram preservados em álcool 85% e glicerina na proporção 5:1 e identificados empregando microscópio estereoscópico, baseando-se na morfologia das palhetas. Nos troncos do rio São Mateus foram coletadas as espécies Neoteredo reynei (Bartsch, 1920), Psiloteredo healdi (Bartsch, 1931) e Nausitora fusticula (Jeffreys, 1860); no rio Itaúnas obteve-se N. reynei, Bankia rochi (Moll, 1931) e N. fusticula. Em coletores do rio Itaúnas foram identificadas as espécies N. reynei, N. fusticula, B. rochi e Teredo turnerae (Müller; Lana, 2004), tendo sido coletadas N. reynei, N. fusticula, B. rochi e Bankia bagidaensis (Roch, 1931) no rio São Mateus. Das 7 espécies apanhadas, Bankia bagidaensis é citada pela primeira vez para o sudeste do Brasil e Psiloteredo healdi, Bankia rochi e Bankia fimbriatula têm seu primeiro registro para o estado do Espírito Santo. O maior número de indivíduos encontrados em coletores no rio São Mateus em detrimento ao rio Itaúnas deve-se, provavelmente, à diferença na salinidade dos dois rios. Além do trabalho com troncos e coletores também foram feitas entrevistas com pescadores locais, com o objetivo de conhecer a relação desta comunidade com os teredinídeos, sendo visível a sua repulsa pelos indivíduos táxon. Isso pode ser devido ao fato desse grupo não ter importância financeira/alimentar para os que vivem nessa região. Mais do que se tomar medidas para evitar o ataque de teredinídeos a barcos, seria necessário um trabalho de informação aos pescadores quanto à importância ecológica do grupo. Com base no que foi levantado no presente estudo pode-se dizer que é necessário o desenvolvimento de novos estudos ecológicos que relacionem a presença de espécies de Teredinidae com a variação no período de inundação. Além disso, tornam-se imprescindíveis a realização de esforços amostrais em outros manguezais capixabas a fim de que se conheça os prováveis novos registros que venham a surgir e também estudos etnozoológicos a para que se conheça a relação das pessoas que vivem ao redor de manguezais com o grupo. Palavras-chave: Busanos, Itaúnas, São Mateus, troncos, coletores.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5233
Appears in Collections:PPGBT - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_7592_Dissertação_Cristiane_.pdf2.61 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.