Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5251
Title: Genética populacional do ariocó Lutjanus synagris (Linnaeus, 1758) na costa brasileira
metadata.dc.creator: PEREIRA, L. L.
Issue Date: 17-Mar-2016
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: PEREIRA, L. L., Genética populacional do ariocó Lutjanus synagris (Linnaeus, 1758) na costa brasileira
Abstract: Ariocó (Lutjanus synagris) é uma espécie de peixe de recife da família Lutjanidae, que ocorre desde a costa leste dos EUA na Carolina do Norte até o sul do Brasil. Embora apresente alta importância ecológica e econômica, poucos estudos sobre questões genéticas da população desta espécie foram desenvolvidos. Este estudo teve como objetivo avaliar a diversidade genética e conectividade populacional de L. synagris considerando cinco diferentes localidades do litoral brasileiro. Amostras de nadadeira caudal de 94 indivíduos obtidos em peixarias foram utilizadas, sendo esses: 19 do Maranhão (MA); 32 da Paraíba (PB); 37 do Banco dos Abrolhos (BA); quatro do Sul do Espírito Santo (ES); duas em São Paulo (SP). A espécie dos indivíduos foi confirmada por especialistas, seguindo a chave de identificação da FAO (Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação). Os fragmentos de cerca de 840bp da região de controle do DNA mitocondrial (D-Loop) foram amplificados e sequenciados. Foram identificados trinta e oito haplótipos, e o mais frequente (haplótipo 29) foi compartilhado por 43 indivíduos provenientes das cinco unidades amostrais. A diversidade haplotípica foi alta, sendo mais elevada para SP (H = 1,00 +/- 0,50), e a mais baixa para BA (H = 0,74 +/- 0,08). A diversidade nucleotídica foi baixa, sendo o mais alto para o PB (π = 0,0025 +/- 0,0016), e a menor para BA (π = 0,0015 +/- 0,0010). Os resultados da AMOVA (FST = - 0,01, P-valor = 0,68 + - 0,016) indicou uma única população com intenso fluxo gênico. A rede de haplótipos mostrou um haplótipo central, compartilhado por todas as unidades de amostragem. Testes de neutralidade (Fu e Tajima D) geraram valores negativos e significativos para todas as unidades amostrais, com exceção de SP. Os resultados obtidos sugerem que a população experimentou pelo menos dois eventos do tipo gargalo,com subsequente expansão demográfica. Para o marcador avaliado, os dados sugerem um único estoque genético, informação que deverá ser considerada caso um futuro plano de manejo da espécie seja formulado.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5251
Appears in Collections:PPGBT - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_9739_Dissertacao_Lougan.pdf608.98 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.