Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5261
Title: Violência contra a pessoa idosa : o olhar dos profissionais de saúde de um hospital universitário
metadata.dc.creator: Raposo, Maria Aparecida Moreira
Keywords: Enfermagem;Idosos - Maus-tratos;Serviços de saúde para idosos;Idosos - Saúde e higiene;Enfermagem geriátrica
Issue Date: 28-Nov-2013
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Abstract: A violência contra a pessoa idosa torna-se uma preocupação para a sociedade a partir do momento em que aumenta a conscientização de que, nas próximas décadas haverá um crescimento considerável da população idosa. A apropriação desta temática, pelos profissionais de saúde, torna-se importante para a prevenção e atuação diante de situações de violência contra esse segmento populacional. O objetivo deste estudo é analisar a concepção dos profissionais de saúde da Unidade de Clínica Médica de um Hospital Universitário sobre violência contra a pessoa idosa. Trata-se de um estudo exploratório, descritivo, de abordagem qualitativa. A coleta de dados se desenvolveu em duas fases por meio de questionários, tendo como sujeitos 91 profissionais de saúde. Os resultados foram analisados pela técnica de análise de conteúdo proposta por Bardin e Minayo. Na primeira fase participaram 64 sujeitos onde se abordou a concepção de velhice dos profissionais. Os dados foram coletados no período de março a abril de 2013. A análise desses dados permitiu a construção de quatro categorias sobre a velhice, nas dimensões: biológica, cronológica, psicológica e social. Constatou-se que a concepção de velhice dos profissionais de saúde independe da idade cronológica e é norteada por fatores como dependência e capacidade funcional. Na segunda fase do estudo foi abordada a concepção de violência, tendo como sujeitos 53 profissionais. Os dados foram coletados no período de agosto a setembro de 2013. Da análise dos dados foram construídas três categorias: a violência percebida contra a pessoa idosa, a violência no espaço de cuidado hospitalar e as estratégias em frente a situações de violência contra a pessoa idosa. Constatou-se que a violência dentro do espaço de cuidado hospitalar pode ser possível, mesmo sendo esse local considerado como de cuidado e de proteção. A denúncia às autoridades judiciais competentes apareceu como a forma de encaminhamento mais utilizada, no entanto a notificação dos casos de violência à autoridade sanitária e a discussão do caso em equipe foram pouco utilizadas. O estudo evidenciou as limitações que os profissionais de saúde têm na identificação e condução das situações de violência contra a pessoa idosa, sendo relevante como produto desta pesquisa a proposta de capacitação em violência contra a pessoa idosa para profissionais de saúde que trabalham no hospital.
The violence against the elderly becomes a concern to the society from the time that increases the awareness that in the coming decades there will be a considerable increase in the elderly population. The appropriation of this theme, by health professionals, it is important for preventing and treating cases of violence against this population segment. The aim of this study is to analyze the conception of health professionals from the Medical Clinic Unit of a University Hospital on violence against the elderly. This is an exploratory, descriptive, qualitative approach. Data collection was developed in two phases through questionnaires and 91 subjects as health professionals. The results were analyzed using content analysis proposed by Bardin and Minayo. In the first phase participants were 64 where he discussed the concept of old age professionals. Data were collected in the period March to April 2013. Analysis of these data allowed the construction of four categories of old age at the dimensions: biological, chronological, psychological and social. It was found that the concept of old age health professionals independent of chronological age and is guided by factors such as dependency and functional capacity. In the second phase of the study addressed the concept of violence, with 53 professionals as subjects. Data were collected in the period August to September 2013. Data analysis allowed constructed three categories: the perceived violence against the elderly, violence within hospital care and strategies in situations of violence against the elderly. It was found that violence within the space of hospital care may be possible, even though this place considered as care and protection. The complaint to the competent judicial authorities appeared as the most used form of routing, however the reporting of cases of violence to the health authority and case discussion in staff were underused. The study showed the limitations that health professionals have in identifying and driving situations of violence against the elderly person being relevant as the product of this research proposal for training in violence against the elderly for health professionals working in the hospital.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5261
Appears in Collections:PPGENF - Dissertações de mestrado profissional



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.