Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5263
Title: A flexibilização das relações de trabalho da enfermagem no Hospital Universitário da Universidade Federal do Espírito Santo (1988-1998)
metadata.dc.creator: Alves, Sheila Maria Parreira
Keywords: História da enfermagem;Hospitais;Trabalho;Hospital Universitário Cassiano Antonio Moraes (Hucam)
Issue Date: 25-Oct-2013
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Abstract: Estudo sobre a flexibilização das relações de trabalho em saúde e seus desdobramentos sobre o trabalho da enfermagem em um hospital universitário na delimitação temporal de 1988 a 1998. As transformações que ocorreram no mundo de trabalho na sociedade capitalista incluindo o processo de globalização e reestruturação produtiva desencadearam a flexibilização das relações de trabalho. No Brasil a Emenda Constitucional 19/98 flexibiliza a forma de vinculo na Administração Pública e, associada a outras medidas de enxugamento de gastos e ajuste do quadro de pessoal, adotadas pela reforma do Estado de 90 afetaram de maneira estrutural o serviço público e a saúde impulsionando o processo de terceirização da mão de obra como solução para a reposição da força de trabalho, inclusive nos hospitais universitários que vivenciam nas duas ultima décadas um período de crise. Tendo como objetivo descrever sobre o trabalho na dinâmica do capitalismo, contextualizar a flexibilização das relações de trabalho e suas repercussões para o serviço público a partir da reforma do Estado de 90 focalizando os hospitais universitários, foi utilizada a metodologia da história oral temática para realização desse estudo histórico de cunho social que, através da análise dos depoimentos orais buscou compreender a percepção do corpo social da enfermagem de um hospital universitário sobre o significado da flexibilização das relações de trabalho, sendo identificado que esse processo consubstanciado principalmente pela terceirização, praticada para a reposição dos trabalhadores, acarretou desestruturação e descontinuidade dos serviços prestados, rotatividade de profissionais, dificuldades na gestão pela convivência em um mesmo ambiente organizacional de diferentes vínculos, salários e vantagens, com prejuízos para a instituição em suas funções de assistência e ensino e, principalmente para os trabalhadores que são afetados pela desproteção social e pela precarização do trabalho. Apontada como medida de solução pelo Governo Federal surge a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares que assume a administração dos hospitais universitários com uma nova proposta de gestão, mas que ainda se apresenta como uma incógnita para a força de trabalho da instituição traduzindo-se em uma motivação para novos estudos. Palavras-chave: Trabalho. História da Enfermagem. Reforma do estado. Hospital
A study on the flexibilisation of labour relationships in Health, and its consequences on the nursing work in a university hospital between the years of 1988 and 1998. Describing labour in the dynamics of capitalism, it contextualises the flexibilisation of labour relationships and its repercussions on the public service since the 1990 State Reform, concentrating on the university hospitals. The methodology of thematic oral history is adopted, resulting in a social historical study, with the analysis of oral testimonials being used to comprehend the perception by the social body of the nurse staff of a university hospital, of the meaning of the flexibilisation of labour relationships; the conclusion is that this process, embodied mainly by the outsourcing used for replacement of workers, has resulted in disruption and discontinuity of the services held by the hospital, in staff turnover, and in difficulties of administration due to the coexistence within the same organisational environment of different bonds, wages and advantages, causing losses to the institution’s functions of assistance, teaching, and mostly to the workers which are affected by social insecurity and the deterioration of the working conditions. The Brazilian Company for Healthcare Services, which assumes administration of the university hospitals with a new proposal of management, is identified as a still unknown alternative for the institution’s workforce, thus providing motivation for new studies.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5263
Appears in Collections:PPGENF - Dissertações de mestrado profissional

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_6021_DISSERTAÇÃO MESTRADO PROFISSIONAL.pdf5.68 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.