Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5279
Title: CONHECIMENTO E PRÁTICA DOS ENFERMEIROS SOBRE O CUIDADO COM FERIDAS
metadata.dc.creator: GONZAGA, G. B.
Issue Date: 26-Jun-2015
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: GONZAGA, G. B., CONHECIMENTO E PRÁTICA DOS ENFERMEIROS SOBRE O CUIDADO COM FERIDAS
Abstract: A assistência a clientes portadores de feridas é um desafio multiprofissional na área da saúde, mas certamente atinge um impacto muito maior na prática da enfermagem. No Brasil, um grande número de indivíduos sofre com alterações da integridade cutaneomucosa constituindo um sério problema de saúde pública. Objetivos: Identificar o conhecimento dos enfermeiros assistenciais sobre a avaliação e tratamento de feridas e analisar a prática dos enfermeiros assistenciais quanto ao cuidado com feridas. Metodologia: Trata-se de um estudo seccional de natureza exploratória-descritiva realizado em um hospital universitário em janeiro de 2015 , com 55 enfermeiros das unidades de internação, por meio da avaliação do conhecimento e prática na assistência ao cliente portador de ferida. Utilizou-se um instrumento contendo 34 questões referentes ao perfil sociodemográfico, conhecimento e prática. O processo de análise dos dados se deu por estatística descritiva mediante cálculos de frequência absoluta e relativa, com o uso do pacote estatístico STATA Version 13.0. Resultados: Dos 55 enfermeiros entrevistados, 81,8% eram do sexo feminino; a faixa etária predominante entre 26 a 30 anos. Apenas 92,7% apresentaram conhecimento regular ou inadequado sobre o tema. A maioria, 45 (82%) possuía pós-graduação Lato Sensu; desses, apenas 1 (1,8%) em estomaterapia. Dos entrevistados, 67,3% referiram não ter obtido conhecimento suficiente na graduação sobre o cuidado com feridas. A maioria dos enfermeiros utiliza, às vezes, alguma fonte de atualização sobre o tema, destacando-se: congressos, palestras, simpósios e outros (82%). Conclusão: Os resultados obtidos neste apresentaram que foi alto o número de enfermeiros com conhecimento inadequado sobre o cuidado com feridas. Este déficit de informação tem ocasionado impactos consideráveis na prática assistencial destes profissionais, pois observou-se que foi grande o número de indivíduos que relatou fragilidade em assuntos básicos sobre feridas, tais como: o uso de PVPI para limpeza de feridas e a utilização de luvas esterilizadas na troca de curativos. Descritores: Cuidados de enfermagem. Avaliação. Conhecimento. Feridas e ferimentos.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5279
Appears in Collections:PPGENF - Dissertações de mestrado profissional

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_7623_Dissertacao.pdf - TRABALHO GABRIELLE BEGIDO GONZAGA.pdf777.97 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.