Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/530
Title: Variação radial da retratibilidade e densidade básica da madeira de Eucalyptus saligna Sm.
Other Titles: Radial variation of shrinkage and specific gravity in Eucalyptus saligna Sm. wood
metadata.dc.creator: Oliveira, José Tarcísio da Silva
Silva, José de Castro
Keywords: Eucalipto;Eucalyptus saligna;Densidade;Variação radial;Retratibilidade;Eucalyptus;Density;Radial variation;Shrinkage
Issue Date: May-2003
Citation: OLIVEIRA, José Tarcísio da Silva; SILVA, José de Castro. Variação radial da retratibilidade e densidade básica da madeira de Eucalyptus saligna Sm. Rev. Árvore, Viçosa, v. 27, n. 3, p. 381-385, maio/jun. 2003. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/rarv/v27n3/a15v27n3.pdf>. Acesso em: 25 jan. 2011.
Abstract: A ultra-estrutura e a composição química da madeira, bem como suas propriedades físicas e mecânicas, variam significativamente entre espécies, entre árvores de uma mesma espécie e, mesmo, entre diferentes partes de uma mesma árvore. Com este trabalho objetivou-se o estudo dos parâmetros de retratibilidade e de densidade básica da madeira Eucalyptus saligna, com idade de 16 anos, proveniente de talhões experimentais da EMBRAPA Florestas, de Colombo, Paraná. As amostras foram retiradas à altura do DAP de quatro posições eqüidistantes a partir da medula em direção à periferia, correspondendo a 0, 33, 66 e 100%, com dimensões nominais de 1,0 x 2,0 x 3,0 cm, sendo a última dimensão no sentido longitudinal. Elas foram mantidas em câmara fechada com ventilação, próximo de soluções salinas supersaturadas, com o objetivo de proporcionar diferentes condições de umidade relativa. Uma vez atingidas as distintas condições de umidade de equilíbrio, as amostras foram secas em estufa a 105 ºC e obtidos os dados de retratibilidade e densidade básica da madeira nas posições mencionadas. Constataram-se valores de contração volumétrica mais baixos na região medular, apresentando um acréscimo para as demais posições. Comportamento semelhante foi observado para os coeficientes das contrações lineares nas direções tangencial e radial. O fator anisotrópico foi consideravelmente mais elevado na região medular, decrescendo substancialmente em direção ao alburno. A densidade básica não mostrou sinais efetivos de estabilidade, apesar de mostrar tendência de aumento em direção à periferia do tronco.
ABSTRACT The ultra structure and chemical composition of wood, as well as its physical and mechanical properties vary significantly among species, trees of a given species and even among different parts of a given tree. This work aimed to study the parameters of shrinkage and basic density of 16-year-old Eucalyptus saligna wood, originated from Embrapa Forests experimental stands in Colombo, Parana. The samples were collected at DBH from four equidistant positions from the pith to the bark, corresponding to 0,33, 66 and 100%, with nominal dimensions of 1.0 x 2.0 x 3.0 cm, with the latter being longitudinal-wise. They were kept inside a closed chamber under ventilation and near supersaturated saline solutions so as to provide different relative humidity conditions. Once these conditions were reached, the samples were oven-dried at 105 ºC . Shrinkage and basic density data were obtained in the four populations studied. Lower volumetric shrinkage values were found near the pith, increasing in the other positions. Similar behavior was observed for the linear shrinkage coefficients in the tangential and radial directions. The anisotropic factor, i.e., the relationship between tangential and radial shrinkage (T/R), was highest in the pith region, decreasing substantially towards the sapwood. Basic density did not show any signs of effective stability, despite its tendency to increase towards the outer stem.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/530
ISSN: 0100-6762
Appears in Collections:DERU - Artigos publicados em periódicos



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons