Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5361
Title: O processo de cessação do fumar na perspectiva de ex-fumantes
metadata.dc.creator: Silva, Cremilda Maria de Mello
Keywords: Tabagismo;Fumantes - Aspectos sociais;Fumantes
Issue Date: 5-Aug-2005
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Abstract: Este estudo visa a compreender como os indivíduos vivenciam e elaboram o processo de cessação de fumar em seus contextos sociais, a partir da experiência de ex-fumantes. Os tabagistas passam por estágios motivacionais, até conseguirem deixar de fumar, o que, para alguns, pode levar pouco tempo; para outros, a cessação poderá se dar em alguns anos. A mudança de estágio é influenciada por vários fatores. Dentre eles, o estágio de cessação de fumar decorre da ação de forças presentes nas sociedades que buscam controlar o tabagismo, como também por fatores culturais que promovem indiretamente a abstenção do fumar. Esse fato ocorre por ser tabagismo uma prática que não se coaduna com as atuais concepções de saúde, beleza e bem-estar. A pesquisa desenvolve um estudo qualitativo com indivíduos que deixaram de fumar há pelo menos um ano e estavam em acompanhamento no Centro de Referência Estadual de Prevenção e Tratamento do Tabagismo (CREPTT). Foram entrevistados 17 sujeitos (11 mulheres e 6 homens), com idades que variam entre 36 a 71 anos. Os dados empíricos obtidos a partir dos discursos dos informantes foram analisados segundo a Análise Temática de Conteúdo e interpretados com aporte da Teoria das Representações Sociais. As conclusões mais importantes são as seguintes: a cessação de fumar evidenciou-se como um processo decorrente da tomada de consciência do tabagismo como um problema para o próprio indivíduo e para as pessoas próximas a ele. Fatores relacionados com o corpo e a convivência social contribuíram para que buscassem a recuperação do tabagismo. Os elos de experiência, interpretados como apoios para a abstinência, foram as redes interpessoais constituídas por familiares, profissionais e colegas do grupo de tratamento, contatos com ex-fumantes, sua determinação e fé. A abstenção do tabagismo foi associada a mudanças. Essas mudanças foram percebidas como condições para uma vida melhor. A abstenção do tabagismo é vista pelos ex-fumantes sujeitos deste estudo como uma condição, dentre outras, para se sentirem mais saudáveis, com melhor aparência física e aceitos socialmente.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5361
Appears in Collections:PPGASC - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_2464_.pdf753.55 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.