Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5433
Title: Síndrome de Burnout em trabalhadores de um serviço público de saúde no município da Serra-ES
metadata.dc.creator: Santos, Claudia Roberta
Keywords: Pessoal da área médica;Trabalhadores - Saúde e higiene;Burnout (Psicologia)
Issue Date: 15-Apr-2009
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Abstract: Burnout tem sido visto como uma reação à tensão emocional crônica por lidar excessivamente com pessoas. É uma síndrome formada por três dimensões relacionadas, mas independentes: a exaustão emocional, caracterizada por falta de energia e entusiasmo; a despersonalização, que caracteriza o desenvolvimento de uma insensibilidade emocional; e a diminuição da realização pessoal no trabalho, que é caracterizada por uma tendência do trabalhador a auto avaliar-se de forma negativa. Este estudo objetivou caracterizar o perfil sociodemográfico e laboral dos trabalhadores da Saude do Pronto Atendimento Adulto, Infantil e Maternidade Municipal de Carapina, no município de Serra-ES; identificar a ocorrência da sintomatologia relacionada à Síndrome de Burnout (SB) e relacioná-la a aspectos sócio demográficos, laborais e dos trabalhadores. É um estudo descritivo com abordagem quantitativa, realizado com uma população constituída de 164 profissionais de saude (57 médicos, 20 enfermeiros e 87 auxiliares e técnicos de Enfermagem), no período de 01 de setembro a 30 de novembro de 2008. Para caracterizar o perfil dos trabalhadores da Saude dos locais estudados foi utilizado um questionário para coletar dados sobre aspectos sócio demográficos, situação de trabalho, características do trabalhador e fontes de tensão e cansaço. A ocorrência de sintomatologia relacionada à Síndrome de Burnout entre os trabalhadores da Saude foi identificada com a utilização do MBI (Malasch Burnout InventoryHSS) e para relacioná-la com o perfil dos trabalhadores foram realizadas análises bivariadas. A manifestação da sintomatologia da síndrome apresentou o índice médio de 2,68 para a dimensão Exaustão Emocional (EE), o índice baixo de 2,09 para a dimensão Despersonalização (DE) e o índice baixo de 1,13 para a dimensão reduzida Realização Profissional (rRP). Provavelmente, a ocorrência da sintomatologia relacionada à Síndrome de Burnout nos profissionais de saude estudados não é maior devido à existência de proporcionalmente grande realização pessoal no trabalho (3,87). Estiveram associados às três dimensões da SB: menor renda salarial, dificuldade de sono reparador após jornada de trabalho, sonolência no trabalho e aspectos relacionados à falta de controle pessoal sobre a organização do trabalho, que levam à insatisfação dos usuários atendidos. O surgimento da SB como problema de saude, ainda incipiente na área da saude do trabalhador; o desconhecimento pela maioria dos profissionais de saude sobre a síndrome e a predominância feminina entre os funcionários da área da saúde (caracterizada pela dupla jornada de trabalho) demonstram a necessidade de novas pesquisas que dêem conta de divulgar, creditar, tornar científico e construir um aporte teórico voltado para a realidade brasileira, bem como da elaboração de políticas públicas que contribuam com o enfrentamento desses problemas e a possibilidade de resolvê-los.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5433
Appears in Collections:PPGASC - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_3778_.pdf2.59 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.