Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5453
Title: Mortalidade Por Causas Externas no Sexo Feminino no Es- Estudo Ecológico
metadata.dc.creator: COMERIO, T.
Issue Date: 29-Mar-2011
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: COMERIO, T., Mortalidade Por Causas Externas no Sexo Feminino no Es- Estudo Ecológico
Abstract: O primeiro objetivo buscou analisar a completude dos dados do Sistema de Informações sobre Mortalidade sobre os óbitos por causas externas no sexo feminino no Espírito Santo, Região Sudeste e Brasil (1998 a 2007). Estudo descritivo, analítico, baseado em dados secundários. Adotou-se escore para avaliar os graus de não completude. As equações do modelo escolhido e as estatísticas de ajuste para os percentuais de dados faltantes ao longo do tempo (valor de R2 e o p-valor do teste F) foram obtidos do programa SPSS. Nível de significância de 5%. Observou-se estabilidade das taxas no Espírito Santo, Sudeste e Brasil para as variáveis faixa etária e local de ocorrência. Nas demais variáveis, melhoras significativas no preenchimento das Declarações de Óbitos (DO), porém na escolaridade o percentual de não completude continua muito ruim para o Espírito Santo. Fazem-se necessárias estratégias para a melhoria da qualidade do preenchimento das DO. O segundo objetivo analisou a tendência da mortalidade por causas externas no sexo feminino no Espírito Santo de 1980 a 2007. Estudo de série temporal, cujos dados sobre óbitos foram obtidos do Sistema de Informações sobre Mortalidade, e as estimativas populacionais segundo idade e anos-calendário, do IBGE. Os coeficientes específicos de mortalidade, segundo faixa etária, foram calculados anualmente. A análise de tendência foi realizada por padronização das taxas de mortalidade pelo método direto, em que a população do censo IBGE-2000 foi considerada padrão. Para cálculo das taxas utilizou-se o Programa Excel 7.0. As equações de tendência linear e as estatísticas de ajuste de modelo (valor de R² e o p-valor do teste F de adequação do modelo) foram obtidas do Programa SPSS. Adotou-se nível de significância de 5%. Houve tendência decrescente nas faixas etárias de 0 a 4 anos (61,5 %) e 5 a 9 anos (37,5%) no período do estudo, e tendência crescente na faixa etária 80 anos e mais no período de 1996 em diante. Os resultados indicam a necessidade de políticas públicas conjuntas para controle da violência. Recomendam-se investimentos em educação, visando ao controle da ascensão acelerada da mortalidade por causas externas, principalmente entre os idosos residentes no Espírito Santo. Descritores: Causas externas. Sistema de Informação. Qualidade. Mortalidade. Estudos
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5453
Appears in Collections:PPGASC - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_4811_2009_Tatiane Comerio.pdf2.43 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.