Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5486
Title: AVALIAÇÃO DOS FATORES QUE INTERFEREM NO EXAME BACTERIOLÓGICO DE ESCARRO E SEU IMPACTO NAS ESTRATÉGIAS DE BUSCA DE SINTOMÁTICOS RESPIRATÓRIOS NO MUNICÍPIO DE VITÓRIA-ES, BRASIL
metadata.dc.creator: GUIDONI, L. M.
Issue Date: 29-Jun-2012
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: GUIDONI, L. M., AVALIAÇÃO DOS FATORES QUE INTERFEREM NO EXAME BACTERIOLÓGICO DE ESCARRO E SEU IMPACTO NAS ESTRATÉGIAS DE BUSCA DE SINTOMÁTICOS RESPIRATÓRIOS NO MUNICÍPIO DE VITÓRIA-ES, BRASIL
Abstract: A busca de Sintomáticos Respiratórios caracteriza-se como uma importante estratégia para a detecção de novos casos de tuberculose. O objetivo foi analisar a qualidade dos procedimentos de coleta de escarro dos sintomáticos respiratórios em unidade de saúde no município de Vitória e analisar a associação da qualidade das amostras de escarro coletadas com os resultados de baciloscopia e cultura. Foram convidadas a participar do estudo duas Unidades de Saúde do município de Vitória, que realizam atividades de diagnóstico e tratamento da tuberculose. Trata-se de um estudo transversal, descritivo, observacional. A metodologia deste estudo aconteceu em duas etapas. Na primeira etapa os sintomáticos respiratórios foram entrevistados sobre os procedimentos de orientação para coleta e o percurso do material biológico até a entrega na Unidade de Saúde. Na segunda etapa os escarros dos sintomáticos respiratórios foram analisados quanto à qualidade e correlacionados com resultados de baciloscopia e cultura. Os dados foram analisados através de: análises de frequência relativa e absoluta, teste qui-quadrado e regressão logística. Dos 182 pacientes entrevistados, 92.3% confirmaram ter recebido orientações quanto a procedimentos para realização da coleta de escarro. Entretanto, das nove variáveis estudadas sobre informação da coleta de escarro, em sete delas mais da metade dos pacientes não realizaram de forma adequada. Com relação às informações sobre transporte e armazenamento do material coletado, observou-se que das seis variáveis estudadas, em três delas mais da metade dos pacientes não realizaram de forma adequada. O fornecimento de educação em saúde sobre a importância do exame de escarro e da necessidade de produzir uma amostra de boa qualidade para o sintomático respiratório deve ser contínuo e prioridade do programa de tuberculose.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5486
Appears in Collections:PPGASC - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_5755_.pdf1.18 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.