Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5502
Title: QUALIDADE DE VIDA RELACIONADA À SAÚDE BUCAL EM MULHERES ANTES E DURANTE O TRATAMENTO QUIMIOTERÁPICO DO CÂNCER DE MAMA EM HOSPITAL DE REFERÊNCIA
metadata.dc.creator: CALMON, M. V.
Issue Date: 21-Mar-2013
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: CALMON, M. V., QUALIDADE DE VIDA RELACIONADA À SAÚDE BUCAL EM MULHERES ANTES E DURANTE O TRATAMENTO QUIMIOTERÁPICO DO CÂNCER DE MAMA EM HOSPITAL DE REFERÊNCIA
Abstract: Objetivos: Avaliar os impactos produzidos por problemas bucais na qualidade de vida; examinar a associação com as variáveis sociodemográficas, clínicas e odontológicas; e avaliar o impacto das manifestações bucais na qualidade de vida em mulheres antes e durante o tratamento quimioterápico do câncer de mama. Metodologia: A pesquisa realizou-se com mulheres com diagnóstico histopatológico de câncer de mama atendidas no Hospital Santa Rita de Cássia (HSRC), de janeiro de 2012 a janeiro de 2013. Foram desenvolvidos dois estudos: o primeiro observacional transversal e o segundo longitudinal. As mulheres foram estudadas em três momentos: antes de qualquer intervenção relacionada ao tratamento; após a realização da primeira sessão de quimioterapia; depois da segunda sessão de quimioterapia. Para o artigo um, foram selecionadas todas as mulheres com diagnóstico histopatológico de câncer de mama atendidas no HSRC, no período de janeiro a dezembro de 2012; para o artigo dois, a amostra foi calculada utilizando-se o programa Bioestat 5.0 e o método de McNemar. Os dados foram organizados no programa Microsoft Office Excel 2007 for Windows e analisados pelo Pacote Estatístico para Ciências Sociais (SPSS), versão 20.0. Utilizaram-se dois roteiros na forma de entrevista, incluindo o indicador subjetivo Oral Health Impact Profile (OHIP). No primeiro artigo, foi realizada análise descritiva dos dados, utilizando-se os testes qui-quadrado ou o exato de Fisher. Calculou-se o odds ratio (OR) com intervalo de confiança de 95% e aplicou-se o método de Mantel-Haenzsel. No segundo artigo, realizou-se análise descritiva dos dados para cada dimensão do OHIP, aplicou-se o teste de McNemar e o teste Kappa. Adotaram-se níveis de significância menores que 5% no estudo. Resultados: Foram estudadas 89 mulheres. O percentual de impactos dos problemas bucais na qualidade de vida foi de 28,1% e esteve associado à menor renda e utilização de serviços odontológicos por urgência. No artigo dois, foram estudadas 41 mulheres. Houve um aumento no percentual de impacto dos problemas bucais na qualidade de vida das mulheres investigadas do primeiro para o segundo momento da pesquisa, e o impacto foi significante nas dimensões limitação funcional, dor física e incapacidade física, interferindo em condições essenciais das mulheres. Conclusão: As mulheres em terapia antineoplásica já possuem um alto impacto antes do início do tratamento e essa condição é agravada após o tratamento quimioterápico. É extremamente importante a integração do cirurgião-dentista com a equipe de oncologia no cuidado do paciente em todos os estágios da doença. Esses pacientes requerem cuidados bucais específicos, necessitando de acompanhamento antes, durante e após o tratamento oncológico, na tentativa de minimizar os efeitos deletérios da quimioterapia, melhorando, assim, a sua qualidade de vida.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5502
Appears in Collections:PPGASC - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_6356_Marcela Calmon - arquivo unico.pdf1.22 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.