Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5503
Title: Avaliação da função erétil e qualidade de vida de homens doadores de sangue.
metadata.dc.creator: ROSSI, T. L.
Issue Date: 27-Mar-2013
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: ROSSI, T. L., Avaliação da função erétil e qualidade de vida de homens doadores de sangue.
Abstract: A disfunção erétil (DE) é uma morbidade que acomete milhões de homens em todo o mundo, não somente pela influência nas questões orgânicas, mas também, porque abrange aspectos sociais e psicológicos, afeta a saúde do homem e impacta significativamente a sua qualidade de vida. Dessa maneira, este estudo tem por objetivo identificar a relação entre função erétil e qualidade de vida de homens doadores de sangue do Centro de Homoterapia e Hematologia do Espírito Santo- HEMOES. Estudo transversal, realizado com uma amostra de 368 homens considerados saudáveis, com idade entre 18 e 59 anos, em que se utilizou o International Index of Erectile Functions (IIEF), para mensurar a função erétil, o Medical Outcomes Study Questionaire 36-Item Short Form Health Survey (SF-36), para averiguar a qualidade de vida e uma ficha de caracterização do sujeito em pesquisa, para colher dados sociodemográficos e da condição de saúde. Análises univariadas e um modelo de regressão logística foram utilizados para o estudo de comparação. Dos 368 homens que entraram na amostra, 71 preencheram algum critério de exclusão e foram retirados da amostras. Dos 280 participantes que continuaram na análise, 93 (33,2%; IC: 27,7% a 38,7%) foram classificados como tendo algum grau de DE de acordo com o IIEF, sendo 72 (25,7%; IC: 20,6% a 30,8%) possuíam disfunção leve, 5 (1,8%; IC: 0,2% a 3,5%) possuíam disfunção moderada e 16 (5,7%; IC: 3,0% a 8,4%) possuíam disfunção completa. Faixa etária (p=0,025), relacionamento (p=0,000), escolaridade (p=0,016) e o domínio Estado geral de saúde (p=0,017) apresentaram significância estatística para a ocorrência de disfunção erétil. A presença dessa disfunção em homens doadores de sangue fez com que todos dos domínios da qualidade de vida, exceto o domínio Aspecto social, apresentassem uma diminuição na média de seus escores em comparação com homens sem disfunção erétil; além do fato de que o aumento de um ponto no domínio Estado geral de saúde, diminui em 2,4% o risco de ocorrer essa disfunção. Palavras-chaves: Disfunção erétil; Qualidade de vida; Saúde do homem; Epidemiologia; Doadores de sangue.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5503
Appears in Collections:PPGASC - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_6373_2011_Tiago Lessa Rossi.pdf1.04 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.