Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5667
Title: O uso de substâncias psicoativas entre estudantes de Psicologia de uma Universidade Pública
metadata.dc.creator: Pereira, Denis Soprani
Keywords: Estudantes;Psicotrópicos;Prevenção primária;Educação Superior;College Students;Psycotropic Drugs;Primary Prevention;Education Higher
Issue Date: 27-Feb-2013
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: PEREIRA, Denis Soprani. O uso de substâncias psicoativas entre estudantes de Psicologia de uma Universidade Pública. 2013. 138 f. Dissertação (Mestrado em Política, Administração e Avaliação em Saúde) - Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2013.
Abstract: O uso de substâncias psicoativas (SPAS) é um problema de saúde pública, em especial entre universitários tornando-se um dos focos de pesquisa no Brasil. Sendo preocupante, em especial, nos acadêmicos de psicologia, visto que estes em sua vida profissional lidarão constantemente com a temática, e serão profissionais que oferecerão suporte aos usuários de substâncias psicoativas. Deste modo, o presente estudo, tem por objetivo descrever o consumo de SPAS pelos estudantes de Psicologia da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) e verificar a associação entre características desses estudantes e o uso de SPAS. Realizou-se um estudo quantitativo em corte transversal. A amostra foi constituída de 242 estudantes do curso de Psicologia da UFES, matriculados no período de 2010 Utilizou-se questionário fechado e anônimo proposto pela Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (SENAD). A análise estatística foi realizada no programa Statistical Package for the Social Science SPSS 17, empregando a análise univariada, a bivariada por meio do teste do x² e a análise multivariada, por meio da regressão logística múltipla. Encontrou-se que a maioria dos universitários é do sexo feminino, 79,4%; estão na faixa etária de 18 a 24 anos, 81,3%; e 40,9% são da religião católica. Quanto ao uso de substâncias psicoativas lícitas, 85,5% fizeram uso na vida de álcool e 35,1% de tabaco. Entre as substâncias ilícitas, os tranquilizantes (20,2%), a maconha (19,8%), os inalantes (11,6%) e os alucinógenos (7,4%) foram as mais consumidas na vida. O Fator mais fortemente associado ao uso de drogas ilícitas foi frequentar o Centro Acadêmico (CA), p-valor<0,001. A regressão logística mostrou que este comportamento está associado a um risco 7,378 vezes maior de experimentar drogas ilícitas. Faz-se necessário, programas de prevenção e estratégias curriculares para que os futuros psicólogos adquiram conhecimentos sobre a temática, incluindo questões que vão da prevenção ao tratamento, a partir dos aspectos biopsicossociais
The use of psychoactive substances is a public health problem, especially among college students, becoming a major focus of research in Brazil. This is worrying, especially in psychology students, since these in their professional life will deal constantly with that issue, and will be models for their students. This study aims to establish the consumption pattern of psychoactive substances by students of Psychology of the Federal University of Espirito Santo (UFES). It was conducted a descriptive, cross-sectional and quantitative study. The sample consisted of 242 students of Psychology UFES, registered in the period 2010. A closed and anonymous questionnaire proposed by the National Drug Policy (SENAD) was used. Statistical analysis was performed using the Statistical Package for the Social Science - SPSS 17, using the univariate analysis, bivariate through the x² test and multivariate analysis by logistic regression. It was found that 79.4% of students are female, 81.3% are aged 18 to 24 years and 40.9% are of Catholic religion. Regarding the use of licit drugs, 85.5% had lifetime use of alcohol and 35.1% had lifetime tobacco use. Among the illicit substances, tranquilizers (20.2%), marijuana (19.8%), inhalants (11.6%) and hallucinogens (7.4%) were the most commonly consumed in life. The factor most strongly associated with illicit drug use was attending the Academic Center (CA), p-value<0.001. Logistic regression showed that this behavior is associated with a 7.378 bigger risk to try illicit drugs. In conclusion, the prevention programs and curricular strategies are necessary to provide the knowledge construction by future psychologists about the topic, from prevention to treatment, based on the biopsychosocial aspects
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5667
Appears in Collections:PPGASC - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Denis Soprani Pereira.pdf2.33 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.