Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5690
Title: PERCEPÇÕES E PRÁTICAS POPULARES EM SAÚDE BUCAL
metadata.dc.creator: Caldas, Lucienne Venturim
Keywords: saúde bucal coletiva;antropologia cultural;pesquisa qualitativa;public health dentistry;cultural anthropology;qualitative research
Issue Date: 6-Jun-2005
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: CALDAS, Lucienne Venturim. PERCEPÇÕES E PRÁTICAS POPULARES EM SAÚDE BUCAL. 2005. 188 f. Dissertação (Mestrado em Política, Administração e Avaliação em Saúde) - Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2005.
Abstract: As precárias condições de saúde bucal dos adultos brasileiros refletem o quadro de exclusão e desigualdades sociais estabelecido no País e ainda o grau de efetividade da prática odontológica realizada e das políticas públicas em saúde bucal. Por muito tempo, executaram-se ações pontuais e distantes da realidade da população, as quais causaram muito pouco impacto na situação epidemiológica dos grupos populacionais e não melhoraram a qualidade de vida das pessoas. Nas práticas de educação em saúde, percebe-se que são feitas atividades baseadas somente na transmissão de conhecimentos, sem considerar os valores, crenças e condutas dos indivíduos e grupos sociais em relação à sua saúde bucal. Esse fato acaba determinando poucas mudanças no comportamento das pessoas e nenhuma ação para o desenvolvimento das potencialidades e capacidades dos indivíduos no sentido de melhorar a sua saúde. Nessa perspectiva, este trabalho propôs conhecer os valores, crenças e atitudes em relação à saúde bucal de indivíduos adultos, moradores de um bairro de periferia de Vitória-ES, permitindo novos olhares sobre a forma como os indivíduos significam e ressignificam o processo saúde/doença bucal e assim estimular uma transformação qualitativa nos atos e métodos de cuidar em Odontologia. A metodologia utilizada privilegiou uma abordagem qualitativa, caracterizada como estudo de caso, realizada a partir de entrevistas semi-estruturadas e métodos etnográficos de coleta de dados, como a observação direta e o diário de campo. A análise do material envolveu quatro eixos norteadores e foi baseada no referencial teórico da Antropologia Médica e Interpretativa, e de autores como Boltanski, Elias e Berger e Luckmann. Conclui que a saúde bucal foi considerada pelos indivíduos condição intrínseca à saúde geral, como parte integrante da condição de indivíduo saudável, inserido em um contexto social e cultural, constituindo-se como fator determinante no desenvolvimento das relações sociais, na inserção no mercado de trabalho e na marcação das assimetrias sociais. A partir de sua biografia individual e das relações engendradas ao longo da vida com o meio social, os indivíduos criam alternativas de enfrentamento dos problemas bucais, independente dos serviços odontológicos oficiais, e também apontam que o acesso e a qualidade do atendimento são as condições principais a serem melhoradas nos serviços públicos de saúde bucal.
The precarious conditions of the Brazilian adult s dental health reflect the exclusion and social inequalities established on the country and the effectiveness of the dental care and the public policies of dental health. For a long time isolated actions were executed, that were far apart from the reality of the people, which had very few impact in the epidemiological situation of the population and didn t increase the overall quality of life. Based on the pedagogical practices of health it s perceived that these activities are made based solely on the transmitted knowledge, without consideration of the values, creeds and conducts of the individuals and social groups related to their dental health. This fact determines the few changes on the people behavior and the absence of action for the development of the potentialities and capacities of the individuals toward the betterment of their health. Based on this point of view, this dissertation propose discover the values, creeds and attitudes related to the dental health of grown individuals, living in a district on the suburbs of Vitória ES, which will allow new perspectives in the way which these people signify and re-signify the health / disease process and, furthermore, stimulate an qualitative transformation on the methods and treatment in Dentistry. The adopted methodology has stressed the qualitative approach, characterized as case study, realized with ethnographic methods of data collection; which were semi-structured interview, direct observation and field notes. The analysis of the data involved four axis and was based on the theoretical referential of the medical anthropology, and others authors as Boltanski, Elias and Berger and Luckmann. It was concluded that the dental health was considered by the individuals an intrinsic condition of overall health, as constituting part of a healthy individual condition, integrated in a cultural and social context, which constitutes as a determinant factor on the development of the social relations, insertion on the work market and the demarcation of social asymmetries. From their personal biography and their lifelong relations with the social medium, these individuals create alternatives to deal with dental issues, set apart from the governmental subsided dental services. They also indicate that the access and quality of the service are the main conditions to be improved on the public oral health services.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5690
Appears in Collections:PPGASC - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CAPA_Dissertacao.pdf55.77 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.