Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5700
Title: Análise da postura corporal em mulheres com câncer de mama
metadata.dc.creator: Barbosa, Juliana de Assis Novais
Keywords: Neoplasias da mama;Fotogrametria;Postura;Biomecânica;Breast neoplasms;Photogrammetry;Posture;Biomechanics
Issue Date: 30-May-2012
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: BARBOSA, Juliana de Assis Novais. Análise da postura corporal em mulheres com câncer de mama. 2012. 115 f. Dissertação (Mestrado em Política, Administração e Avaliação em Saúde) - Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2012.
Abstract: Introduction: The breast cancer treatment may cause some physical complications and functional, with incipient studies of changes in body posture of these women. Objective: Apply the RPB protocol (Rotina Postural Biofotogramétrica) to assess the posture of women undergoing breast cancer treatment, to identify postural changes compared with the position of women without breast cancer and determine the biomechanical behavior of the measured angles in the front and back plane. Methodology: A descriptive longitudinal study, performed in a reference hospital for cancer treatment in Vitória/ES Brazil, approved by the UFES Ethics Committee. The sample consisted of 78 women (cases and controls), 39 with breast cancer and 39 without a breast cancer diagnosis. Postural assessment was performed by biophotogrammetry before surgery (PRE), after removal of the drain (PO1) and three months after surgery (PO2). Factor multivariate analysis was used in order to cluster the measured angles and verify the biomechanical behavior. The correlation between postural angles measured with the variables: age, type of surgery and surgery side was examined. The program used for analysis was the SPSS 18.0 and significance level of 5%. Results: The quadrantectomy surgery was predominant (51.2%) and the left side was more affected (61.5%). The pelvis and trunk of quadrantectomy women showed greater alignment compared to mastectomy women in PO1 and PO2 moments respectively. Women who have had surgery in the left breast had higher shoulder and trunk bent to the ipsilateral surgery side. The women body posture with and without a breast cancer diagnosis was similar. Angles multivariate analysis was performed in both groups (78 women) and allowed the creation of four dimensions where the strength of association between some angles showed a predictable pattern of biomechanical behavior. Conclusion: Postural changes are primarily found in mastectomy women emphasizing the importance of early Physiotherapist intervention in order to minimize future musculoskeletal problems. In adition, studies are necessary to clarify the long-term postural changes and their impact on womens lives.
O tratamento do câncer de mama pode acarretar algumas complicações físicas e funcionais, sendo incipientes os estudos das modificações na postura corporal dessas mulheres. Objetivo: Aplicar o protocolo de Rotina Postural Biofotogramétrica (RPB) para avaliar a postura corporal de mulheres submetidas ao tratamento por câncer de mama; identificar alterações posturais comparando com a postura de mulheres sem câncer de mama e verificar o comportamento biomecânico dos ângulos medidos no plano frontal anterior e posterior. Metodologia: Estudo descritivo longitudinal, realizado em um hospital de referência para o tratamento do câncer em Vitória/Espírito Santo, autorizado pelo Comitê de Ética da UFES. A amostra foi constituída por 78 mulheres (casos e controle), sendo 39 com câncer de mama e 39 sem diagnóstico de câncer de mama. A avaliação postural foi realizada através da Biofotogrametria antes da cirurgia (PRE), após a retirada do dreno (PO1) e três meses depois da cirurgia (PO2). Realizou-se análise multivariada fatorial para agrupar os ângulos medidos e verificar o comportamento biomecânico dos mesmos. Buscou-se examinar a correlação entre os ângulos posturais medidos com as variáveis: idade, tipo de cirurgia e o lado da cirurgia. O programa utilizado para análise foi o SPSS 18.0 e o nível de significância adotado de 5%. Resultados: Houve predomínio da cirurgia tipo quadrantectomia (51,2%) e o lado esquerdo foi o mais acometido (61,5%). A pelve e o tronco das mulheres quadrantectomizadas apresentou maior alinhamento comparados às mastectomizadas nos momentos PO1 e PO2 respectivamente. Mulheres que fizeram cirurgia na mama esquerda tiveram ombro mais elevado e o tronco se inclinou para o lado homolateral à cirurgia. A postura corporal das mulheres com e sem diagnóstico de câncer de mama foi semelhante. A análise multivariada dos ângulos foi realizada nos dois grupos (78 mulheres) e permitiu criar quatro dimensões em que a força de associação entre alguns ângulos mostrou um padrão de comportamento biomecânico previsível. Conclusão: As alterações posturais ocorreram principalmente nas mulheres mastectomizadas, apontando a importância da atuação precoce do Fisioterapeuta objetivando minimizar problemas musculoesqueléticos futuros. Outros estudos são necessários para esclarecer as modificações posturais em longo prazo e seus impactos na vida da mulher
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5700
Appears in Collections:PPGASC - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Juliana de Assis Novais Barbosa.pdf2.16 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.