Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5779
Title: Avaliação de métodos de estimação de altura e de estratificação vertical em uma floresta estacional semidecidual
Other Titles: Evaluation of methods for estimating height and vertical stratification in a Semideciduous Seasonal forest
metadata.dc.creator: Curto, Rafaella de Angeli
Keywords: Floresta estacional semidecidual;Estimação de altura;estratificação vertical;Semideciduous Seasonal Forest;Estimating height;Vertical stratification
Issue Date: 4-Feb-2011
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: CURTO, Rafaella de Angeli. Evaluation of methods for estimating height and vertical stratification in a Semideciduous Seasonal forest. 2011. 140 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais) - Universidade Federal do Espírito Santo, Jerônimo Monteiro, 2011.
Abstract: This study aimed to evaluate methods for estimating the total height of trees and methods for vertical stratification in a native forest. This study was conducted in a fragment of 52 ha of Semideciduous Seasonal Forest, known as Rosal Forest, located in the municipality of Guaçuí-ES. For this, it was used the method of sampling a fixed area, distributing systematically a total of 16 parcels of 600 m2 in the field, totalizing a sampled area of 0.96 ha. It was performed a descriptive analysis of the trees total height and to assess the accuracy in obtaining this variable, five estimation methods were proposed: Hypsometer Vertex; digital Clinometer; estimation with aid of a 15 meters ruler; and visual estimation with and without training; in three height classes: Class 1 (15,00 to 17,99 m), Class 2 (18,00 to 20,99 m) and, Class 3 (> 21,00 m), totaling 15 treatments. To compare treatments, 211 individuals were measured, 124 in flat ground and 87 in sloping ground, and the total height of these was obtained by means of climbing. The height data were compared by t test, at a 5% probability, and also performed graphical analysis of waste and additional statistics. It was also evaluated the methods execution speed, and the factors: number of operators, cost, ruggedness, easiness of observation and compactness. For the evaluation of vertical stratification, four different methods were used, as follows: Method 1 - Souza (1990), Method 2 - Souza et al. (2003), Method 3 - IUFRO, and Method 4 - Calegário et al. (1994). In addition, the species composition, diversity, structure and horizontal diameter of the forest under study were assessed. About the methods for height estimation, the estimation method without training showed the worst performance in terms of accuracy, for both ground conditions and the best performance was observed in the estimation method with training, since the slope affected the height estimation. There was a tendency to underestimate their height as the classes were increasing, since the estimation method without training underestimated in all classes. There were differences over the mean time for estimating the height between the two methods and over the effect of the class, excluding a few exceptions. It was sampled 1596 individuals with DAP greater than or equal to 5 cm, totaling 246 species. The most representative families in numbers of species were: Fabaceae, Lauraceae, Myrtaceae and Rubiaceae. The Shannon-Weaver diversity index (H) found in the sample reaches a significant value. The most important species in the community, taking the IVI% as basis, are Mabea fistulifera, Siparuna guianensis, Pseudopiptadenia contorta, Apuleia leiocarpa and Myrcia fallax. The diameter structure of the studied forest fragment distribution has a reversed-J-shape, common in native forests. Among the vertical stratification methods, the method 1 did not allow a detailed analysis of the behavior of the species in stratum II, because of its strong tendencies to concentrate a greater number of individuals in that stratum, yet the method 2 has allowed a more detailed strata. The method 3, played down the issue found in method 1, but the change of the dominant height of the sample can change the whole discussion, showing weakness in the method. The method 4 did not bring good results for the stratification of the forest in the study, since it divided the forest in only two layers high
Este estudo teve como objetivo avaliar métodos de estimação de altura total de árvores e métodos de estratificação vertical em uma floresta nativa. O presente estudo foi realizado em um fragmento de 52 ha de Floresta Estacional Semidecidual, conhecido como Floresta do Rosal, localizado no município de Guaçuí ES. Para tanto, empregou-se o método de amostragem de área fixa, sendo distribuído um total de 16 parcelas de 600 m2 de forma sistemática no campo, totalizando uma área amostrada de 0,96 ha. Foi realizada uma análise descritiva dos dados de altura total de árvores e para avaliar a precisão na obtenção dessa variável foram propostos cinco métodos de estimação: Hipsômetro Vertex; Clinômetro digital; estimação com auxílio de uma régua de 15 metros; e estimações visuais com e sem treinamento; em três classes de altura: Classe 1 (15,00-17,99 m); Classe 2 (18,00-20,99 m) e; Classe 3 (>21,00 m), totalizando 15 tratamentos. Para comparar os tratamentos, foram mensurados 211 indivíduos, 124 em terreno plano e 87 em terreno inclinado, sendo a altura total desses, obtida por meio de escalada. Os dados de altura total foram comparados pelo teste t, a 5% de probabilidade, sendo realizadas também análises gráficas de resíduos e estatísticas complementares. Foram avaliados também a velocidade de execução dos métodos, além dos fatores: número de operadores, custo, robustez, facilidade de observação e compacidade. Para a avaliação da estratificação vertical, foram utilizados quatro diferentes métodos, sendo eles: Método 1 - Souza (1990); Método 2 - Souza et al. (2003); Método 3 - IUFRO; e Método 4 - Calegário et al. (1994). Além disso, foram avaliadas a composição florística, diversidade, estrutura horizontal e diamétrica da floresta em estudo. Com relação aos métodos de estimação de altura, o método de estimativa sem treinamento apresentou o pior desempenho quanto à precisão, para as duas condições de terreno avaliadas e o melhor desempenho foi para a estimativa com treinamento, sendo que a declividade afetou a estimativa da altura. Houve tendência em subestimar a altura com o aumento das classes, já o método de estimativa sem treinamento subestimou em todas as classes. Houve diferença quanto ao tempo médio para a estimação da altura entre os métodos e quanto ao efeito da classe, ressalvando algumas exceções. Foram amostrados 1596 indivíduos com DAP maior ou igual a 5 cm, totalizando 246 espécies. As famílias mais representativas em número de espécies foram: Fabaceae, Lauraceae, Myrtaceae e Rubiaceae. O índice de diversidade de Shannon-Weaver (H ) encontrado na amostragem alcança um valor expressivo. As espécies mais importantes da comunidade, tomando-se como base o IVI%, são: Mabea fistulifera, Siparuna guianensis, Pseudopiptadenia contorta, Apuleia leiocarpa e Myrcia fallax. A estrutura diamétrica do fragmento florestal estudado apresenta uma distribuição em J invertido, comum às florestas inequiâneas. Dentre os métodos de estratificação vertical, o método 1 não permitiu análise detalhada sobre o comportamento das espécies no estrato II, por apresentar tendências fortes em concentrar um maior número de indivíduos no referido estrato, já o método 2, permitiu um maior detalhamento dos estratos. O método 3, minimizou o problema encontrado no método 1, porém a mudança da altura dominante da amostragem pode mudar toda a discussão, demosntrando fragilidade no método. O método 4 não trouxe bons resultados para a estratificação da floresta em estudo, pois dividiu a floresta em apenas dois estratos de altura
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5779
Appears in Collections:PPGCF - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Rafaella de Angeli Curto.pdf1.6 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.