Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5828
Title: Qualidade da água de microbacias hidrográficas sob atividades silviculturais em Aracruz, ES
Other Titles: Water quality in small watersheds with different vegetal cover at Aracruz city
metadata.dc.creator: Gardiman Junior, Benvindo Sirtoli
Keywords: Microbacias hidrográficas;Qualidade de água;Silvicultura.;Small watershelds;Water quality;Forestry
Issue Date: 7-Aug-2012
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: GARDIMAN JUNIOR, Benvindo Sirtoli. Water quality in small watersheds with different vegetal cover at Aracruz city. 2012. 123 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais) - Universidade Federal do Espírito Santo, Jerônimo Monteiro, 2012.
Abstract: This research aims at investigating possible impact of forestry over the diversity of water quality. For that, a monitoring of four small watershelds under forestry activity was performed in Aracruz city, in northern Espírito Santo state, Brazil, from January to July, 2012.The physical and chemical features of water are related to the influence of climate factors and forestry management, besides the law. At last, a water quality index (WQI) was proposed. The variables used for monitoring are the following: Ca, Cu, Fe, K, Mg, Na, P, S, Zi, Inorganic Carbonate, Organic Carbonate, Chloride, Nitrate, Sulphate, Phosphate, Ammonium, Glyphosate, Alkalinity, CE, Cor, DQO, Calcium Hardness, Magnesium Hardness, OD, Midair Solid, Dissolver Solid, Sulfluramida, Temperature, Turbidity e pH. The monitoring results showed the variables of Cu, Fe, P, Cor, OD e pH. The monitoring results showed that the variable Cu, Fe, P, Color, OD, and pH are over the limits stablished by CONAMA 357/05 resolution for class-two rivers. The analysis of the main components provided the reduction of 30 variables verified in four components, which explains a total of 73,10% variation in data. The first component, with 31,62% of total variation, represents the mineralization process of the small watershelds; the second component, with 18,53% of variation, reflects the solving solids in water; the third one, with 15,57%, refers to the acidification process; and the fourth is realted to the pedological influence over waters. Among all the analyzed variation, the factorial analysis showed that the variables with the most sensitive to spatial and seasonal variability of the quality of water within the watersheds were: Mg, Na, Organic Carbonate, Chloride, CE, Clor, Fe, Nitrate, Midair Solid, pH, Inorganic Carbonate and Alkalinity. The quality of the monitored waters presented spacial and seasonal alteration. The impact of forestry activities over the water quality variations was not proved. The range of rain intensity and forestry activities did not alter the physical and chemical features of the water quality, and the rated WQA was proved to be an efficient tool to compare water quality of small watershelds, instead of studying each variable alone
O presente trabalho foi desenvolvido com o objetivo de investigar os possíveis impactos das atividades silviculturais sobre a qualidade da água superficial de cursos d água. Para tanto, realizou-se um monitoramento em quatro microbacias hidrográficas sob atividades do manejo florestal no município de Aracruz, norte do estado do Espírito Santo, Brasil, no período de janeiro a junho de 2012. Relacionaram-se as características físicas e químicas da água à influência dos fatores climáticos e de manejo silvicultural, bem como à legislação vigente e, por fim, foi proposto um Índice de Qualidade das Águas (IQA). Utilizaram-se no monitoramento as variáveis Ca, Cu, Fe, K, Mg, Na, P, S, Zn, Carbono Inorgânico, Carbono Orgânico, Cloreto, Nitrato, Sulfato, Fosfato, Amônio, Glifosato, Alcalinidade, Condutividade Elétrica, Cor, Demanda Química de Oxigênio, Dureza do Cálcio, Dureza do Magnésio, Oxigênio Dissolvido, Sólidos Suspensos, Sólidos Dissolvidos, Sulfluramida, Temperatura, Turbidez e pH. Os resultados do monitoramento mostraram que as variáveis Cu, Fe, P e Cor apresentaram-se acima dos limites estabelecidos pela resolução CONAMA 357/05 para rios classe 2, enquanto que o Oxigênio Dissolvido e pH apresentaram-se abaixo do limite da mesma legislação. Tal fato pode estar associado às características do próprio meio físico de cada microbacia monitorada. A análise de componentes principais proporcionou a redução de 30 variáveis analisadas em quatro componentes, que explicaram 73,10% da variância total dos dados. A primeira componente, contendo 31,62% da variância total, representa o enriquecimento mineral das águas das microbacias, a segunda componente, com 18,53% da variância, reflete os sólidos solúveis presentes na água, a terceira com 15,57% é referente ao processo de acidificação e a quarta é concernente à influencia pedológica sobre as águas. Dentre todas as variáveis analisadas, a análise fatorial mostrou que as mais sensíveis a variabilidade espacial e temporal da qualidade da água das microbacias estudadas, foram: Mg, Na, Carbono Orgânico, Cloreto, CE, Cor, Fe, Nitrato, Sólidos suspensos, pH, Carbono Inorgânico e alcalinidade. A qualidade das águas monitoradas sofreu variação espacial e temporal. Não foi evidenciado impacto das atividades silviculturais sobre a qualidade das águas superficiais no período estudado. As diferentes intensidades de precipitação e as atividades silviculturais monitoradas não alteraram as características físicas e químicas de qualidade da água e o IQA calculado mostrou-se uma ferramenta eficiente para comparar a qualidade das águas das microbacias, ao invés de se estudar isoladamente cada variável
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5828
Appears in Collections:PPGCF - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Benvindo Sirtoli Gardiman Junior - parte 1.pdf1.85 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.