Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5852
Title: Desenvolvimento uterino em cadelas do nascimento aos seis meses de idade:análise histomorfométrica
metadata.dc.creator: Ramos, José Leonardo Gualberto
Keywords: Glândulas endometriais;Útero;Desenvolvimento;Histologia;Cadela;Endometrial glands;Uterus;Development;Histology;Bitch
Issue Date: 21-Aug-2012
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: RAMOS, José Leonardo Gualberto. Desenvolvimento uterino em cadelas do nascimento aos seis meses de idade:análise histomorfométrica. 2012. 66 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Veterinárias) - Universidade Federal do Espírito Santo, Alegre, 2012.
Abstract: The development of research aimed at better understanding the formation and functioning of the female reproductive system as a basis for development of contraceptive methods has become increasingly relevant. Furthermore, characterization of uterine development, mainly endometrial glands in dogs has not yet the description as observed in other species. The objective of this study was to evaluate the chronology of the uterine development in prepubertal bitches (endometrium, myometrium and perimetrium) with emphasis on the development of endometrial glands. We evaluated uteri of 32 bitches with a prepubertal and 180 days postnatal (DPN). These animals were divided into eight groups of four animals each: G1 = 1DPN, G2 = 15DPN, G3 = 30DPN, 45DPN = G4, G5 = 60DPN, 90DPN = G6, G7 and G8 = 120DPN = 180DPN. We evaluated the type of epithelium, the presence of endometrial glands and quantity, the measurement of the total thickness of the uterine wall (mM), thickness of the myometrium (mM), endometrial thickness (mM), diameter (mm) and number (n°/mm2) of endometrial glands. The histoarchitecture uterus with 1 DPN revealed rudimentary feature supported with simple cubic cells in the stroma in organization, with lamina propria devoid of glands, with 15 DPN observed presence of rudimentary structures, starting from invaginations (endometrial folding) from 30 to 45 days was observed discrete branching glands that became more evident; DPN at 60 and from this period, there was an increase of glandular development in an ongoing process until the last period evaluated (180 DPN). All structures evaluated had low coefficient of variation (<10%) demonstrating homogeneity of data evaluated, as well as significant correlations (P <0.0001) between all variables with age animal [total uterine wall (R2 = 97, 4%), endometrial total (R2 = 99.4%), total myometrium (R2 = 95.8%), number of endometrial glands (R2 = 92.3%); diameters of endometrial glands (R2 = 94.1% ) and epithelial height (R2 = 72.2%). We conclude that the uterus of bitches is devoid of endometrial glands at birth and they begin continuous development from birth to 15 days and 60 days after birth are already fully formed
O desenvolvimento de pesquisas que visam o melhor entendimento da formação e funcionamento do sistema reprodutor da fêmea como embasamento para desenvolvimento de métodos contraceptivos tem se tornado cada vez mais relevante. Além disso, a caracterização do desenvolvimento uterino, principalmente das glândulas endometriais na cadela ainda não se tem à descrição como observado em outras espécies. Objetivou-se com este estudo avaliar a cronologia do desenvolvimento uterino em cadelas pré-púberes (endométrio, miométrio e perimétrio) com ênfase no desenvolvimento das glândulas endometriais. Foram avaliados úteros de 32 cadelas pré-púberes com um a 180 dias pós-nascimento (DPN). Estes animais foram distribuídos em oito grupos com quatro animais cada, sendo: G1=1DPN, G2=15DPN, G3=30DPN, G4=45DPN, G5=60DPN, G6=90DPN, G7=120DPN e G8=180DPN. Foram avaliados o tipo de epitélio, presença e quantidade de glândulas endometriais, a mensuração da espessura total da parede uterina (μm), espessura do miométrio (μm), espessura do endométrio (μm), diâmetro (μm) e número (n°/mm2) de glândulas endometriais. A histoarquitetura do útero com 1 DPN revelou característica rudimentar com células cúbicas simples apoiadas em estroma em organização, com lâmina própria desprovida de glândulas; com 15 DPN observou-se presença de estruturas rudimentares, com início das invaginações (pregueamento endometrial); dos 30 aos 45 dias observou-se discreta ramificação das glândulas que se tornaram mais evidentes; aos 60 DPN e a partir deste período, observou-se aumento do desenvolvimento glandular num processo contínuo até o último período avaliado (180 DPN). Todas as estruturas avaliadas apresentaram baixo coeficiente de variação (<10%) demonstrando uma homogeneidade nos dados avaliados, bem como correlações significativa (P<0,0001) entre todas as variáveis analisadas com a idade animal [parede uterina total (R2=97,4%), endométrio total (R2=99,4%), miométrio total (R2=95,8%), número de glândulas endometriais (R2=92,3%); diâmetro das glândulas endometriais (R2=94,1%) e altura do epitélio (R2=72,2%). Conclui-se que o útero de cadelas é desprovido de glândulas endometriais ao nascimento e que estas iniciam desenvolvimento contínuo a partir dos 15 dias de nascimento e aos 60 dias pósnascimento já estão completamente formadas
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5852
Appears in Collections:PPGCV - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Jose Leonardo Gualberto Ramos.pdf7.1 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.