Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5875
Title: Avaliação clínica do uso de pinos de fibra de carbono na restauração de dentes tratados endodonticamente : um estudo retrospectivo
metadata.dc.creator: Coppo, Priscilla Pessin
Keywords: Restauração (Odontologia);Pinos dentários;Carbono;Dente não vital;Materiais restauradores do canal radicular;Inlays (Dentistry);Dental pins;Carbon;Tooth, Nonvital;Root canal filling materials
Issue Date: 16-Apr-2010
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: COPPO, Priscilla Pessin. Avaliação clínica do uso de pinos de fibra de carbono na restauração de dentes tratados endodonticamente : um estudo retrospectivo. 2010. 118 f. Dissertação (Mestrado em Clínica Odontológica) - Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2010.
Abstract: Os estudos clínicos de dentes desvitalizados e restaurados com pinos mostram resultados semelhantes no que diz respeito ao percentual de falhas ou insucessos, apesar de tantas variações técnicas, metodológicas e operatórias entre eles. Os insucessos são maiores quando se tratam de elementos dentais coronariamente destruídos ou comprometidos periapicalmente. Com o objetivo de identificar o efeito das variações clínicas que influenciam na longevidade do tratamento e a prevalência de descimentação de pinos, cárie marginal, fraturas radiculares e de lesões periapicais, foi realizada uma análise retrospectiva do desempenho clínico de dentes restaurados com pino de fibra de carbono. Foram avaliados 139 dentes em 75 pacientes, três anos após a data de cimentação dos pinos. Os dentes foram submetidos a tratamentos endodônticos, incluindo preparos dos condutos para pino, e tratamentos restauradores, realizados pelo mesmo endodontista e protesista, respectivamente, segundo protocolos padronizados. Através de exame clínico, radiográfico, fotográfico, laudos endodônticos e informações obtidas de prontuários, os dentes foram classificados de acordo com: grupos dentais, modalidade de tratamento endodôntico recebida, intervalo decorrido entre a última sessão endodôntica e a cimentação do pino, morfologia do pino, quantidade de remanescente dentinário coronário após preparo protético e sistema da coroa protética utilizado. Não foram constatadas descimentações de pinos, fraturas radiculares, ou cáries, e a classificação foi favorável para 99,3% (138 dentes) dos tratamentos endodônticos realizados. De acordo com os parâmetros analisados, os resultados desse estudo revelaram que as variações clínicas identificadas, consideradas desfavoráveis, não foram fatores determinantes para o insucesso, partindo-se do conjunto de procedimentos e materiais utilizados para o tratamento dos dentes desses pacientes
Clinical studies of devitalized teeth restored with posts show similar outcomes with regard to the percentage of faults or failures, despite many technical variations, methodological and operative between them. The failures are greater when dealing with teeth coronally destroyed or periapically compromised. The aim of this study was identify the effect of clinical variants that influence the longevity of treatment and prevalence of dislodgment of post, marginal caries, root fracture and periapical lesions was performed a retrospective analysis of clinical performance of teeth restored with carbon fiber post. 139 teeth were evaluated in 75 patients, three years after the date of cementing the posts. The teeth were root canal treatments, including preparations of the conduits to posts, and restorative treatments, performed by the same endodontist and prosthetics, respectively, according to standardized protocols. Through clinical, radiographic, photographic, endodontic reports and information obtained from medical records, the teeth were classified according to: tooth groups, type of endodontic treatment received, time span between the last endodontic session and bonded post, morphology of the post, amount of remaining dentin after crown preparation and prosthetic crown system used. There were no dislodgment of post, root fractures, or caries, and the rank was favorably for 99.3% (138 teeth) of endodontic treatment. According to these parameters, the outcomes of this study revealed that the clinical variations identified, that are considered unfavourable, were not determining for the failure, starting from the set of procedures and materials used for dental treatment of these patients
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5875
Appears in Collections:PPGCO - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Priscilla Pessin Coppo.pdf1.75 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.