Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5916
Title: Avaliação do efeito da associação do antimoniato de meglumina e desoxicolato de anfotericina B e da atividade anti-leishmania de uma nova formulação de anfotericina B na infecção experimental com Leishmania (Leishmania) chagasi
metadata.dc.creator: Sesana, Aretha Molina
Keywords: Leismania chagasi;Anfotericina B;Antimoniato de meglumina
Issue Date: 30-Apr-2009
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: SESANA, Aretha Molina. Avaliação do efeito da associação do antimoniato de meglumina e desoxicolato de anfotericina B e da atividade anti-leishmania de uma nova formulação de anfotericina B na infecção experimental com Leishmania (Leishmania) chagasi. 2009. 83 f. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2009.
Abstract: Apesar da descoberta da ação leishmanicida dos antimoniais pentavalentes ter sido o fato de maior impacto na terapêutica da leishmaniose visceral (LV), seus efeitos tóxicos e o longo tempo de tratamento ainda limitam seu uso. Como droga de segunda escolha é utilizado o desoxicolato de anfotericina B, um antibiótico com alta atividade anti-Leishmania, sendo seu uso também restrito em virtude de sua alta toxicidade. Portanto, o grande desafio ao longo dos anos tem sido o desenvolvimento de novos medicamentos ou novas formulações de drogas já existentes, bem como a utilização de terapia combinada. Neste sentido, nos propusemos a avaliar o efeito da associação do antimoniato de meglumina e desoxicolato de anfotericina B (DAMB) e da atividade de uma nova formulação de anfotericina B (CAMB) na infecção experimental com L. (L.) chagasi. Os ensaios in vitro foram realizados utilizando macrófagos peritoneais murinos infectados com L. (L.) chagasi tratados com diferentes concentrações das drogas. A atividade das drogas foi determinada pela porcentagem de macrófagos infectados tratados em relação ao controle não tratado. Para avaliar o efeito da combinação foi utilizado o método da Razão Fixada Modificado e para classificar as interações foram utilizados como cuttoffs a média dos ΣFICs de 0,5 e 4. Os resultados demonstraram que a associação entre o antimoniato de meglumina e DAMB apresentou um efeito aditivo, com ΣFIC variando entre 0,65 e 1,02 para a CI50. Na análise in vitro da atividade de CAMB utilizamos como controle o DAMB e nossos resultados demonstraram uma atividade semelhante entre as duas drogas, com CI50 de 0,017 e 0,021 µg/mL para CAMB e DAMB respectivamente, no entanto apresentou uma menor citotoxicidade em relação a DAMB. Nos experimentos de infecção in vivo a CAMB não apresentou atividade quando administrada por via oral utilizando as doses de 1 e 5 mg/kg/dia durante 15 dias; enquanto que DAMB administrado por via intraperitoneal mostrou-se altamente eficaz, sugerindo que o uso de doses mais elevadas e vias alternativas de administração da CAMB ainda devem ser avaliadas para confirmar esses achados.
Despite the discovery of action antileishmanial of Pentavalent antimonials have been the fact that a greater impact on the therapeutic of visceral leishmaniasis, toxic effects and long-term treatment still limit their use. As the second drug of choice is the use of deoxycholate amphotericin B, an antibiotic with high anti-Leishmania activity, and its use is also restricted because of its high toxicity. The major challenge is the development of new drugs, or new formulations of standard drugs, and therapeutic regimens like drugs combinations. Thus, we evaluate the effect of association between meglumine antimoniate and anphotericin B desoxycholate and antileishmanial activity of a new formulation (CAMB) of amphotericin B in the experimental infection with Leishmania (Leishmania) chagasi. Peritoneal macrophages from mice infected with L. chagasi treated with different drugs. Drug activity was determined from the percentage of infected cells in drug-treated cultures in relation to nontreated cultures. In vitro drug interactions were assessed using a modified fixed-ratio method and to classify the interactions, means ΣFICs of 0.5 and 4 were used as cutoffs. The interaction of meglumine antimoniate and DAMB was additive with mean ∑FICs of 0,65 to 1.02 at the IC50 level. To analysis in vitro activity of CAMB was used as control DAMB, and the results showed a similar activity between the two drugs, with IC50 of 0,017 and 0,021µg/mL for CAMB and DAMB respectively, however showed a lower cytotoxicity compared to DAMB. However, in vivo infection mice, CAMB showed no efficacy when administered orally at doses of 1 and 5mg/kg/day for 15 consecutive days, while DAMB injected intraperitoneally was highly effective, suggesting that the use of higher doses and alternative routes of administration of CAMB yet to be evaluated to confirm these findings.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5916
Appears in Collections:PPGDI - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese Aretha.pdf924.91 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.