Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5938
Title: Detecção e caracterização molecular de norovírus em crianças com e sem sintomas de gastroenterite aguda em Vitória - ES
metadata.dc.creator: Barreira, Débora Maria Pires Gonçalves
Keywords: Norovírus;Gastroenterite;Crianças;Reação em cadeia de polimerase
Issue Date: 19-Dec-2008
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: BARREIRA, Débora Maria Pires Gonçalves. Detecção e caracterização molecular de norovírus em crianças com e sem sintomas de gastroenterite aguda em Vitória - ES. 2008. 108 f. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2008.
Abstract: Noroviruses (NoVs) are a major etiological agent of sporadic acute gastroenteritis worldwide. The aim of this study were to detect, to quantify and to determine the genotype of NoVs from children up to three years old symptomatic (with gastroenteritis) and asymptomatic (without gastroenteritis), in the emergency room of Hospital Infantil Nossa Senhora Glória (HINSG), in Vitória-ES, between February 2003 and June 2004. NoVs were investigated by RT-PCR in a total of 319 fecal specimens from children up to three years old with (n=229) and without (n=90) acute diarrhea. NoVs were quantified by real time RT-PCR, sequenced and genotyped by phylogenetic analysis. NoVs were detected in 17% (40/229) and 13% (12/90) of symptomatic and asymptomatic children, respectively. Five NoVrotavirus A mixed infections were observed in symptomatic children. Out of the 52 positive strains, 51 were grouped as NoV GII and one as GI. Data from sequencing and phylogenetic analyses classified 20 strains into the following genotypes: GII/4 (9/13), GII/3 (1/13), GII/6 (2/13) and GII/14 (1/13) in symptomatic and GII/3 (6/7) and GII/8 (1/7) in asymptomatic children. The median RNA viral loads were 8.39 and 7.15 log10 copies/g of fecal specimens for symptomatic and asymptomatic children, respectively (p=0.011). NoV load was lower when it was present in a mixed infection with rotavirus A (p=0.0005). Vomiting and diarrhea were observed in 97.5% of the positive cases without association with viral load. This study demonstrates a great diversity of NoV strains circulating in this geographic area, and reports GII/8 and GII/14 in the American Continent for the first time. In addition, it confirms GII/4 as the most prevalent genotype in symptomatic children and identified GII/3 in an important frequency, especially in asymptomatic children. Furthermore, preliminary results show that symptomatic patients present a viral load that is significantly greater than asymptomatic children (p=0.011) and suggest that rotavirus A may have a suppressor effect on NoV replication when mixed infection occurs
Norovírus (NoVs) são importantes agentes etiológicos de gastroenterite aguda em todo o mundo. O objetivo deste estudo foi detectar, quantificar e determinar o genótipo de NoVs em crianças de até três anos de idade, sintomáticas (com gastroenterite aguda) e assintomáticas (sem gastroenterite aguda), atendidas no pronto socorro do Hospital Infantil Nossa Senhora Glória (HINSG), no período de fevereiro de 2003 a junho de 2004, na cidade de Vitória, Espírito Santo, Brasil. NoVs foram pesquisados por RT-PCR em um total de 319 amostras fecais de crianças com (n=229) e sem (n=90) sintomas de gastroenterite. RNA de NoVs foram quantificados por RT-PCR em tempo real, seqüenciados e submetidos a análise filogenética. NoVs foram detectados em 17% (40/229) e em 13% (12/90) de crianças sintomáticas e assintomáticas, respectivamente. Foram observadas cinco infecções mistas de NoV-rotavírus A nas crianças sintomáticas. Os genogrupos de NoVs foram caracterizados como: GII (51/52) e GI (1/52). Seqüenciamento e análises filogenéticas classificaram 20 cepas nos seguintes genótipos: 9 GII/4 (45%), 1 GII/3 (5%), 2 GII/6 (10%) e 1 GII/14 (5%) em crianças sintomáticas e 6 GII/3 (86%) e 1 GII/8 (14%) em crianças assintomáticas. A mediana da concentração de RNA viral foi de 8,39 versus 7,15 log10 cópias/g de fezes para crianças sintomáticas e assintomáticas, respectivamente (p=0,011). A concentração de NoVs foi menor quando presente em infecção mista com rotavirus (p=0,003). Vômito e diarréia foram observados em 97,5% dos casos positivos e não apresentaram associação com concentração viral. Este estudo demonstra uma grande diversidade de cepas de NoVs na área geográfica do estudo, evidencia GII/4 como o genótipo mais prevalente nas crianças sintomáticas e destaca GII/3 em uma importante frequência, especialmente em crianças assintomáticas. Ainda, revela os genótipos GII/8 e GII/14 pela primeira vez no continente americano. Os resultados preliminares mostram uma concentração fecal de NoVs em pacientes sintomáticos significantemente maior do que em pacientes assintomáticos e sugere que os rotavírus A podem ter uma ação supressora na replicação de NoVs quando ocorre em infecção mista
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5938
Appears in Collections:PPGDI - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao de Debora Maria Pires Goncalves Barreira.pdf7.71 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.