Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5955
Title: Caracterização genotípica e fenotípica de amostras de Escherichia coli enteroagregativa (EAEC) e com padrão chain-Like Adhesion (CLA) isoladas de crianças com e sem diarréia
metadata.dc.creator: Monfardini, Mariane Vedovatti
Keywords: Escherichia coli enteroagregativa (EAEC);Escherichia coli com padrão chainlike adhesion (CLA);Genes de virulência;Formação de biofilme;Formação de película;Enteroaggregative Escherichia coli (EAEC);E. coli with chain-like adhesion pattern (CLA);Virulence genes;Biofilm formation;Clump formation.
Issue Date: 27-Apr-2012
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: MONFARDINI, Mariane Vedovatti. Caracterização genotípica e fenotípica de amostras de Escherichia coli enteroagregativa (EAEC) e com padrão chain-Like Adhesion (CLA) isoladas de crianças com e sem diarréia. 2012. 96 f. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2012.
Abstract: Escherichia coli enteroagregativa (EAEC) é considerada um patógeno emergente de diarreia aguda e persistente em crianças, conhecida pela heterogeneidade de isolados. O objetivo deste estudo foi caracterizar, através de métodos genotípicos e fenotípicos, amostras de E. coli com padrão de aderência agregativo (AA), positivas ou negativas para plasmídio pAA, e de E. coli chain-like adhesion (CLA) de crianças com até doze anos de idade, com e sem diarreia, provenientes de comunidades quilombolas e de bairros de periferia do Norte do Espírito Santo, Brasil. Foram analisadas um total de 202 amostras (57 e 145 de crianças com e sem diarreia, respectivamente), sendo 189 EAEC (81 pAA+ e 108 pAA-) e 13 E. coli com padrão CLA, por: (i) PCR monoplex e multiplex para detecção de 20 genes de virulência, plasmidiais e/ou cromossômicos (aggA, aafA, agg-3A, aggR, aap, shf, agn43, astA, , pet, sen, set1A, sat, hlyA, irp2, iucA, chuA, papC, sfa, fis, e yafK) e categorizados qualitativamente conforme a frequência encontrada; (ii) Teste de formação de biofilme em superfície abiótica, em meio mínimo de Eagle modificado por Dulbecco com 0,4% de glicose, corado com safranina e cristal violeta seguido por leitura de densidade ótica para classificação em formador (forte e fraco) e não formador; (iii) Ensaio de formação de película em caldo Mueller Hinton sob agitação a 37ºC por 20 horas, e classificados em score (0, 1+, 2+, 3+). Os seguintes genes foram detectados nos isolados de EAEC: (i) fis e yafK em altíssima frequência (>80% das amostras); (ii) irp2, pet, agn43 e iucA em alta frequência (30-50% das amostras); (iii) astA e shf em moderada frequência (20-30%); (iv) aap, aggR, sat, set1A e chuA em baixa frequência (10-20%) e; (v) aafA, aggA, agg-3A, hlyA, papC e sen em baixíssima frequência (<10%). O gene sfa não foi encontrado. O gene agn43 foi estatisticamente significante entre as amostras de EAEC de crianças com diarreia (p<0,05). EAEC típica e atípica corresponderam a 16,4% e 83,6% do isolados, respectivamente, e não foram associadas à diarreia (p>0,05). Os genes aap e agn43 foram isoladamente associados aos isolados de EAEC atípica de crianças com diarreia (p<0,05). O gene chuA foi associado aos isolados de EAEC pAA- de crianças com diarreia (p<0,05). Foram produtoras de biofilme 30,7% (safranina) e 24,9% (cristal violeta) das amostras de EAEC e nenhuma das amostras com padrão CLA. Os genes aap, agg-3A, aggR e shf foram significantes entre os isolados biofilme+ (p<0,05). A formação de película foi encontrada em 72% das amostras de EAEC e em 100% das E. coli com padrão CLA. Nas amostras com padrão CLA foram detectados nove dos 20 genes pesquisados [fis (100%), pet (92,3%), iucA (76,9%), yafK (76,9%) agn43 (69,2%), chuA (7,7%), hlyA (15,4%), irp2 (23,1%) e shf (7,7%)]. Estes resultados demonstram (i) a baixa frequência de EAEC típica na população estudada, (ii) genes que codificam as adesinas AAF em baixíssima frequência, (iii) a formação de biofilme incomum nas amostras de EAEC e não associada à diarreia, (iv) altíssima frequência do gene pet nas amostras de E. coli com padrão CLA (v) E. coli com padrão CLA com características genotípicas e fenotípicas distintas da EAEC. Estes resultados confirmam a heterogeneidade genética das amostras de EAEC e sugerem subpopulações mais virulentas (EAEC agn43+, EAEC atípica aap+ e/ou agn43+ e, EAEC pAA- chuA+).
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5955
Appears in Collections:PPGDI - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Mariane Vedovatti Monfardini.pdf1.92 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.