Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/6032
Title: A concepção de linguagem na prova de redação do vestibular da Universidade Federal do Espírito Santo no período de 2000 a 2010
metadata.dc.creator: Oliveira, Ana Paula Gomes de
Keywords: Exame Vestibular;Redação Técnica;Linguagem;Ensino Médio;University entrance exam;Technical writing, Language;High school
Issue Date: 30-Mar-2012
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: OLIVEIRA, Ana Paula Gomes de. A concepção de linguagem na prova de redação do vestibular da Universidade Federal do Espírito Santo no período de 2000 a 2010. 2012. 168 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2012.
Abstract: The objective is to investigate the concepts of language, text, writing and subject which have been underlying the writing exams used in the entrance examinations (" vestibular ) for Universidade Federal do Espírito Santo UFES. In order to do so, the research pursues the answers to the following questions: a) Which concepts of language, text, writing and subject which have been underlying the writing exams for the entrance examinations for UFES? b) Do the concepts which have been underlying the writing exams for the entrance examinations for UFES dialog with the theoretical tendencies which pervade the production of knowledge in the linguistics and education fields and that have been present in the official syllabi for mother tongue teaching for Elementary and High schools? c) Do the assessment criteria used by the board of correctors reflect such tendencies? Theoretically, this investigation anchors itself, mostly, to the contributions of Bakhtin (2003, 2006) and other authors such as Marcuschi (2007, 2008), Geraldi (1996, 1997, 2003, 2006), Travaglia (1991,1996), Koch (2003) e Koch e Elias (2006), which approach different dimensions of language, writing, subject and text. The methodology employed is the documental analysis, using as a corpus the exams for the entrance examinations for UFES in the period between 2000 and 2010. The exam analyses reveal that the views on the writing exam, concerning the studied period, have shown changes which cover a moment in which the exam privileged eminently school writing practices, supported by a conception of language as a representation of thought, and writing as a way of expressing thought, to another moment in which there was an approaching between the textual genres and the social practices of the subject, in an exam model based upon the use of language in interactional conditions. The criteria present in the correction grid of the writing exams for UFES also express the language conceptions adopted along those periods, fact which corroborates the results accomplished through the analyses of the exams proposed by the university
O objetivo é investigar as concepções de linguagem, de texto, de escrita e de sujeito que vêm fundamentando as provas de redação aplicadas nos vestibulares da Universidade Federal do Espírito Santo UFES. Para isso, a pesquisa se encaminha em busca de respostas às seguintes questões: a) Quais concepções de linguagem, de texto, de escrita, de sujeito têm fundamentado a prova de redação de vestibular da UFES? b) As concepções que vêm fundamentando a prova de redação de vestibular da UFES dialogam com as tendências teóricas que perpassam a produção de conhecimento no campo da linguística e da educação e que se presentificam nas orientações curriculares oficiais para o ensino da língua materna no Ensino Fundamental e no Ensino Médio? c) Os critérios de avaliação utilizados pela banca corretora refletem essas tendências? Teoricamente, esta investigação se ancora, sobretudo, nas contribuições de Bakhtin (2003, 2006) e de autores como Marcuschi (2007, 2008), Geraldi (1996, 1997, 2003, 2006), Travaglia (1991,1996), Koch (2003) e Koch e Elias (2006), que abordam diferentes dimensões de linguagem, de escrita, de sujeito e de texto. A metodologia utilizada é a análise documental, tendo como corpus as provas de redação do Vestibular da UFES entre os anos de 2000 e 2010. As análises das provas revelam que a forma de pensar a avaliação da escrita, presente no período pesquisado, apresentou mudanças que vão de um momento em essa avaliação privilegiava práticas de escrita eminentemente escolares, fundamentada numa concepção de linguagem como representação do pensamento e de escrita como maneira de expressar o pensamento, a um momento em que houve um estreitamento entre o uso dos gêneros textuais e as práticas sociais dos sujeitos, num modelo de prova fundamentado no uso da linguagem em condição de interação. Os critérios presentes nas grades de correção das provas de redação do VEST-UFES também expressam as concepções de linguagem adotadas nos referidos anos, o que corrobora os resultados alcançados nas análises das provas propostas pela Universidade
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/6032
Appears in Collections:PPGE - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Ana Paula Gomes de Oliveira.pdf6.82 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.