Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/6074
Title: Transgressão dos limites disciplinares através de comunidades de afeto de redes de conhecimento
metadata.dc.creator: Rodriguez, Breno Lima
Keywords: Educação em ciências;Redes de afetividade;Ensino médio;Science education;Networks of affection;High school
Issue Date: 18-Mar-2013
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: RODRIGUEZ, Breno Lima. Transgressão dos limites disciplinares através de comunidades de afeto de redes de conhecimento. 2013. 133 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2013.
Abstract: The discourse erected in education in the hard sciences is still rooted strung on Cartesian method, in which the whole is equal to the sum of its parts. The move echoes caused by this contribution in the educational process favoring practices with quantitative traits in the speech of the place-teacher, based on a molar line, surpasses any voices that might challenge the construction of knowledge enthroned by the academy. In search of other possible that can happen within these practices try using the method of the conversations, systematic and non-systematic, have a glimpse about how students IFES, Victoria campus, build their networks of subjectivity / affectivity in relation learning / knowledge of science. In this journey, the main theoretical, perfazemos an encounter with Deleuze and Guattari in their work apart and together; Latour, in their discussions of the science, and Carvalho in his studies on affection and expansive networks of commonalities in educational processes may enhance the construction of a life ruled an ethical-aesthetic movement. In these slides the students realize that, even with their notions impregnated by the molar speech, they envision plenty of potency in the educational process, its potential for growth, but also consider the ways employed by most teachers make relationships woven with science are away from their life, and, as locus research is a school whose main activity is professional education, theirs speeches feed mainly on the dichotomy applied science x pure science, and, just this last they associate to the classroom, a language that most do not think capable of mastering, and it is reserved for an esoteric caste whose teachers are inserted. Thus, we seek an answer, partial and transient, not in order to establish another dominant discourse, otherwise strength, problematize both science as a language as a place of slipping into a form-changing teacher, who engages in the discourse of students considering the relationship established by them within the scientific discourse, seeking clues to a minor science and teacher
A discursividade erigida na educação em ciências exatas encontra ainda suas raízes engastadas no método cartesiano, em que o todo é igual à soma de suas partes. O movimento provocado por esse aporte ecoa no processo educativo favorecendo práticas com características quantitativas em que o discurso do lugar-professor, pautado sobre uma linha molar, sobrepuja quaisquer vozes que venham a questionar a construção do conhecimento entronizado pela academia. Em busca de outros possíveis que podem acontecer no interior dessas práticas procuramos, utilizando o método das conversações, sistemáticas e não-sistemáticas, ter um vislumbre sobre de que forma os alunos do IFES, campus Vitória, constroem suas redes de subjetividade/afetividade em relação à aprendizagem/conhecimento de ciência. Nessa jornada, como principais bases teóricas, perfazemos um encontro com Deleuze e Guattari, em seus trabalhos separados e em conjunto; Latour, em suas discussões sobre a ciência, e, Carvalho em seus estudos sobre como a afetividade e as redes de comunalidades expansivas nos processos educacionais podem potencializar a construção de uma vida pautada num movimento éticoestético. Nesses escorregamentos, percebemos que os estudantes, mesmo com suas noções impregnadas pelo discurso molar, vislumbram muita potência no processo escolar, seu potencial para o crescimento, mas ainda consideram que os modos empregados pela maioria dos professores fazem com que as relações tecidas com a ciência estejam afastadas de suas vidas, seus discursos alimentam sobretudo a dicotomia ciência aplicada x ciência pura, e essa última eles associam à sala de aula, uma linguagem que a maioria não considera capaz de dominar, destinadas a uma casta esotérica cujos professores estão inseridos. Dessa forma, buscamos como resposta, parcial e transitória, não no intuito de estabelecer outro discurso dominante, outra forma-força, problematizar tanto a ciência como linguagem quanto o escorregamento do um lugar-professor para uma forma cambiante, que se envolva nos discursos dos estudantes levando em consideração às relações estabelecidas por eles no interior do discurso científico, buscando pistas para uma ciência e um professor menor
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/6074
Appears in Collections:PPGE - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Breno Lima Rodriguez.pdf765.79 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.