Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/6119
Title: Professor/a pesquisador/a : as (im)possibilidades da pesquisa-ação no cotidiano escolar de docentes de Educação Física
metadata.dc.creator: Brandão, Alda Maria
Keywords: Pesquisa-ação;Professor pesquisador;Formação docente;Action research;Researcher teacher;Teacher training
Issue Date: 27-Sep-2011
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: BRANDÃO, Alda Maria. Professor/a pesquisador/a : as (im)possibilidades da pesquisa-ação no cotidiano escolar de docentes de Educação Física. 2011. 205 f. Dissertação (Mestrado em Estudos Pedagógicos e Culturais da Educação Física) - Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2011.
Abstract: Com base no estudo realizado com três professoras de Educação Física do primeiro ciclo do Ensino Fundamental da Secretaria Municipal de Educação de Vila Velha, a presente dissertação procurou compreender como uma experiência de formação de professores/as, fundamentada na pesquisa-ação, pode contribuir na formação de professor/a como pesquisador/a de sua prática pedagógica. Teve como objetivos identificar em que medida uma experiência com pesquisa-ação pode contribuir para que professores incorporem a pesquisa na sua prática pedagógica e, também, identificar em que medida isso é possível, considerando as condições concretas dos cotidianos escolares. A produção dos dados se deu a partir dos memoriais e relatos elaborados pelas professoras, diário de campo, observação participante, entrevistas, diálogos audiogravados e transcritos, cópia de e-mails das professoras, relatórios das reuniões e fotos. Ao pensar a formação de professores/as pesquisadores/as, é preciso também levar em consideração as políticas praticadas para essa formação, os diferentes contextos materiais, formativos e o desejo do professor em pôr em questão sua prática pedagógica. Os encontros de estudo da rede de formação Sobre-vivências e a metodologia da pesquisa-ação se constituíram em um encontro social de busca para pensar uma prática pedagógica investigativa, na qual foram vividos sentimentos de angústia, acolhimento, discussões e problematizações diante dos problemas e dificuldades que (des)potencializam a ação docente no cotidiano. A pesquisa-ação pode indicar a produção de uma novíssima retórica para a formação, em que os/as professores/as se tornem sujeitos e possam criar eles mesmos argumentos que os impulsionem a se constituírem pesquisadores de suas práticas. Além de se verem e se assumirem como sujeitos, podem, também, reconhecer o outro como produtor de conhecimentos. Dessa forma, o conhecimento passa a ser visto como uma produção que se dá pela via da solidariedade, sendo esta entendida como conhecimento-reconhecimento.
Based on empirical study of Physical Education teachers from the City Department of Education of Vila Velha, this dissertation tried to understand how an experience of teacher training, substantiated on action research, can contribute to the formation of teacher as researcher of their pedagogical practice. It aimed to identify the extent to which an experiment with action research can help teachers incorporate research in their teaching and also to identify to what extent this is possible, considering the concrete conditions of everyday school. The production of the data was from memorials and reports prepared by the teachers, field diary, participant observation, interviews, taped conversations and transcripts, copies of emails from teachers, meeting reports and photos. When thinking about the training of researcher teachers, we must also take into consideration the policies adopted for this training, the different material contexts, teacher training and the desire to put into question their pedagogical practice. The study meetings of the training network about experiences ("Sobre-vivências") and the methodology of action research is constituted in a social gathering to search for a pedagogical practice investigative thinking, in which they experienced feelings of anxiety, host, discussion and problematization on the problems and difficulties that depotentiate the teaching activities in daily life. For the creation of a research practice based on solidarity, through action research, it is necessary to produce a brand new rhetoric, in which teachers become subjects and can create on their own arguments that boost themselves to constitute researchers of their practices. Besides becoming and assuming as subjects, we must also recognize the other as a producer of knowledge. Thus, knowledge is seen as a production that takes the path of solidarity, understood as knowledge and acknowledgment.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/6119
Appears in Collections:PPGEF - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Alda Maria Brandao.pdf2.14 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.