Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/6128
Title: Vírus entéricos e indicadores bacteriológicos de poluição fecal em amostras de água na região da Ilha das Caieiras, na Baía de Vitória, ES
metadata.dc.creator: Loss, Susanne Mariani
Keywords: Estuário;Vírus Entéricos;Coliformes Termotolerantes;Enterococos;Água;Estuary;Enteric Virus;Fecal coliforms;enterococci and Water
Issue Date: 7-Dec-2012
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: LOSS, Susanne Mariani. Vírus entéricos e indicadores bacteriológicos de poluição fecal em amostras de água na região da Ilha das Caieiras, na Baía de Vitória, ES. 2012. 120 f. Dissertação (Mestrado em Poluição do Ar, Recursos Hídricos, Saneamento Ambiental) - Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2012.
Abstract: The Ilha das Caieiras is located in one of the poorest regions in Vitória / ES, the Grande São Pedro. This region is densely populated and is known as a pocket of poverty in the capital, with a population surviving mainly on the collection and marketing of seafood mangrove located in their surroundings. Previous studies have shown that the region of this estuary water is contaminated with pathogenic microorganisms from mainly domestic sewage released without prior treatment. The aim of this study was to evaluate the presence of enteric viruses (adenovirus - AdV, rotavirus - RV and norovirus GII - NoV) and bacterial indicators of fecal pollution (fecal coliform and enterococci) in water samples from four sites of this important Ilha das Caieiras estuary. Monitoring occurred from January 2011 to July 2012 (19 months) and used molecular techniques Qualitative PCR and Real Time PCR (qPCR) for detection of enteric viruses, and membrane filter for analysis of bacteria, and assessment of physico-chemical parameters of the water. The microbiological analysis of water studied sites (P1, P2, P3 and P4) showed the presence of fecal coliform, with geometric means of 1.66 x102, 1.31 x102, 2.29 x103 and 3.13 x102 CFU / 100 mL water, respectively. For enterococci, the averages were 6.30 x101 CFU / 100 mL in P1, 5.56 x101 CFU / 100 mL at P2, 1.89 x103 CFU / 100 mL at P3 and 1.62 x103 CFU / 100 mL at P4. Enteric viruses were detected in the four monitoring sites by both molecular techniques used, with maximum values of 2,00x103, 5,24x104 and 1,50x104 GC / 100 mL for AdV, NoV and RV, respectively, quantified by qPCR. The frequencies of virus detection in samples of estuarine water ranged from 21 - 27% for AdV, 42 - 53% for RV and 10 - 42% for NoV GII. In this study we found that the estuary of the Ilha das Caieiras presents contaminated, possibly due to sewage releases fresh and / or leachate from rural areas. The anthropogenic mangrove on this is clear and worrisome because environmental quality is reflected in this environment, the health of the population and the economy of the region
A Ilha das Caieiras está localizada em uma das regiões mais carentes no município de Vitória/ES, a Grande São Pedro. Esta região é densamente povoada e é conhecida como um bolsão de pobreza da capital, com a população sobrevivendo, principalmente, da coleta e comercialização de frutos do mar do manguezal localizado em seu entorno. Estudos realizados anteriormente na região mostraram que a água deste estuário está contaminada com microrganismos patogênicos provenientes, principalmente, de esgotos domésticos lançados sem prévio tratamento. O objetivo deste trabalho foi avaliar a presença de vírus entéricos (adenovírus AdV, rotavírus RV e norovírus GII NoV) e indicadores bacterianos de poluição fecal (coliformes termotolerantes e enterococos) em amostras de água de quatro pontos deste importante estuário da Ilha das Caieiras. O monitoramento ocorreu de janeiro de 2011 a julho de 2012 (19 meses) e utilizou-se as técnicas moleculares PCR Qualitativa e PCR em Tempo Real (qPCR), para detecção de vírus entéricos, e membrana filtrante, para análise de bactérias, além de avaliação de parâmetros físico-químicos da água. Os resultados das análises microbiológicas da água nos pontos estudados (P1, P2, P3 e P4) demonstraram a presença de coliformes termotolerantes, com médias geométricas de 1,66x102, 1,31x102, 2,29x103 e 3,13x102 UFC / 100 mL de água, respectivamente. Para enterococos, as médias encontradas foram 6,30x101 UFC / 100 mL em P1, 5,56x101 UFC / 100 mL em P2, 1,89x103 UFC / 100 mL em P3 e 1,62x103 UFC / 100 mL em P4. Os vírus entéricos foram detectados nos quatro pontos de monitoramento pelas duas técnicas moleculares utilizadas, com valores máximos de 2,00x103, 5,24x104 e 1,50x104 CG / 100 mL para AdV, RV e NoV, respectivamente, quantificados por qPCR. A frequências de detecção de vírus nas amostras de água do estuário variou de 21 27% para AdV, 42 53% para RV e 10 42% para NoV GII. Neste estudo foi possível verificar que o estuário da Ilha das Caieiras apresenta-se contaminado devido, possivelmente, aos lançamentos de esgoto in natura e/ou de lixiviados de áreas rurais. A ação antropogênica sobre este manguezal é evidente e preocupante, pois se reflete na qualidade ambiental deste meio, na saúde da população e na economia da região
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/6128
Appears in Collections:PPGEA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Susanne Mariani Loss.pdf2 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.