Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/6141
Title: Avaliação da produção de sedimentos em estradas não pavimentadas com diferentes níveis de uso
metadata.dc.creator: ávila, Wilson Pimenta da Silva D
Keywords: Estradas - Manutenção e reparos;Escoamento;Solos - Erosão;Road maintenance;Surface runoff;Rainfall erosivity
Issue Date: 26-Aug-2013
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: ÁVILA, Wilson Pimenta da Silva D. Avaliação da produção de sedimentos em estradas não pavimentadas com diferentes níveis de uso. 2013. 107 f. Dissertação (Mestrado em Poluição do Ar, Recursos Hídricos, Saneamento Ambiental) - Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2013.
Abstract: Assessing sediment yield in unpaved roads is extremely important because they are considered significant sources of sediment, even though they are not much monitored in Brazil. Studies have shown that road maintenance provides several particles that are transported through surface runoff. In order to quantify sediment yield in unpaved roads, it is necessary to adopt monitoring techniques that assess coarse and fine particles separately. This study aims at assessing sediment yield in unpaved roads with different levels of use, in order to contribute to better understand the effects of road maintenance in sediment yield, as well as testing a monitoring technique to quantify coarse and fine particles separately. The equipment adopted was a retention tank for coarse sediments, attached to two tilting chambers to quantify flow rate; and a strategy to sample suspended sediments. The device was assembled at two sections of roads located in the municipality of Santa Teresa, ES, Brazil, where monitoring was carried out between Sept. 15, 2012 and March 15, 2013. Twenty-five (25) rainfall events were recorded in this period. The two sections monitored, one more and the other less frequently used, yielded on average 93.3 g m-2 and 9.7g m-2, respectively. Of these, 68% and 32% corresponded to the load of suspended sediments, in the section that was more and the one that was less used, respectively. Sediment yield showed significant correlation with rainfall erosivity, volume and surface runoff flow in both sections monitored. Also, it was estimated at 4.59 kg m-2 year-1 and 0.36 kg m-2 year-1 in the sections more and less frequently used, respectively. The section that was most frequently used showed higher flow rate and surface runoff volume. Because of the large amounts of particles available as a result of road maintenance, it showed sediment yield almost ten times higher than the less frequently used road section. The monitoring technique adopted was considered to be adequate to quantify coarse and fine particles separately
A avaliação da produção de sedimentos em estradas não pavimentadas é de grande importância, visto que estas são apontadas como grandes fontes de sedimentos, apesar de serem pouco monitoradas no Brasil. Estudos têm apontado que as manutenções das estradas disponibilizam muitas partículas, que são transportadas pelo escoamento superficial. Para quantificar a produção de sedimentos em estradas não pavimentadas é necessário utilizar técnicas de monitoramento que avaliam separadamente partículas grosseiras e partículas finas. Esta pesquisa teve como objetivo avaliar a produção de sedimentos em estradas não pavimentadas com diferentes níveis de uso e contribuir para o melhor entendimento do efeito da manutenção das estradas na produção de sedimentos, bem como testar uma técnica de monitoramento para quantificar separadamente as partículas grosseiras e finas. Foram utilizados equipamentos compostos por um tanque de retenção de sedimentos grosseiros, acoplado a duas câmaras basculantes para quantificação da vazão, além de empregar uma estratégia para amostrar os sedimentos suspensos. Os equipamentos foram instalados em dois trechos de estradas localizados no município de Santa Teresa ES, onde o monitoramento foi realizado no período de 15/09/12 a 15/03/13, tendo sido registrados 25 eventos de chuva. Os dois trechos monitorados, um com maior uso e outro com menor uso, produziram em média 93,3 g m-2 e 9,7 g m-2, respectivamente, dos quais 68% e 32% corresponderam à carga de sedimentos suspensos, no trecho de maior e de menor uso, respectivamente. A produção de sedimentos apresentou correlação significante com a erosividade da chuva, com o volume e com a vazão de escoamento superficial nos dois trechos monitorados e foi estimada em 4,59 kg m-2 ano-1 e 0,36 kg m-2 ano-1, nos trechos de maior e de menor uso, respectivamente. O trecho de maior uso apresentou maiores vazões e volumes de escoamento superficial e, diante da grande quantidade de partículas disponibilizadas pela manutenção da estrada, apresentou uma produção de sedimentos quase 10 vezes superior à do trecho de menor uso. A técnica de monitoramento utilizada foi considerada adequada para quantificar separadamente partículas grosseiras e finas
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/6141
Appears in Collections:PPGEA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Wilson Pimenta da Silva D Avila.pdf4.95 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.