Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/6154
Title: Parâmetros bioquímicos indicadores da qualidade do ar das espécies Liconia tomentosa (benth.) e Bauhinia forficata (link.) no biomonitoramento na região da grande Vitória, ESBrasil
metadata.dc.creator: Maioli, Otavio Luiz Gusso
Keywords: biomonitoramento;ozônio;poluição atmosférica;parâmetro bioquímicos;qualidade do ar
Issue Date: 24-Feb-2006
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: MAIOLI, Otavio Luiz Gusso. Parâmetros bioquímicos indicadores da qualidade do ar das espécies Liconia tomentosa (benth.) e Bauhinia forficata (link.) no biomonitoramento na região da grande Vitória, ESBrasil. 2006. 141 f. Dissertação (Mestrado em Poluição do Ar, Recursos Hídricos, Saneamento Ambiental) - Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2006.
Abstract: Parameters had been analyzed bioindicators as pH, acid ascorbic, index buffering capacity (BCI), activity of peroxidase, chlorophyll, A, B and β-carotene in order to relate the level of estress of 02 plants species with the tropospheric ozone concentration ambient in the region of Grande Vitória (RGV). The studied species had been Licania tomentosa (Benth.) and Bauhínia forficata (Link.). The concentrations of the parameters had been compared bioindicators in leves of the species between quarters with considerable indices of pollution (Enseada do Suá, Laranjeiras, Ibes) and the Ecological Reserve of Duas Bocas, considered as free region of the load of pollutants. For the RGV the maximum values of ozone (O3) for the period of exposition of 4 hours are 140 μg/m3, and are above of the minimum values considered by Stern et al (1984) that they cause injuries to the vegetal species as vegetables, orquídeas and tobacco (59 μg/m3). 3 campaigns of analyses had been carried through biochemists (Outubro/Novembro/2003, Dezembro/2004 and Agosto/2005), where it was possible to verify the annual and seasonal influence of the stations of the year and ozone in the parameters biochemists. Ten different methodologies for the calculation of the ozone concentration had been implemented (average daily, average daily between 7:30h and 18:30h, daily average between 9:30h and 16:30h, horary mobile average for 4 hours of exposition, monthly average of the daily average, monthly average of the daily principle, SUM-0, AOT-40 and SUM-60, beyond the horary average). These methodologies can improve the answers on the impact of ozone in the alterations biochemists of vegetables. Moreover, the influence of the ground of the places in study was verified, carrying through an analysis of nutrients of soil in Dezembro/2003. Parameters bioindicators as pH, BCI, acid ascorbic, activity of peroxidase and total chlorophyll in the species Licania tomentosa and; pH, BCI, acid ascorbic, total chlorophyll and β-carotene in the species Bauhínia forficata, constitute indicating potentials of estress caused for the pollution of air, especially for ozone. The horary mobile averages for 4 hours of exposition and the AOT-40 if relate as well as some alterations biochemists in the species. Both the species have presented sensitivity to the atmospheric pollution through alterations observed in different parameters biochemists for different ozone concentrations.
Foram analisados parâmetros bioindicadores como pH, ácido ascórbico, capacidade de tamponamento, atividade de peroxidase, clorofilas A, B e β-caroteno, a fim de relacionar o nível de estresse de 02 espécies arbóreas com as concentração ambientais de ozônio troposférico na região da Grande Vitória (RGV). As espécies estudadas foram Licania tomentosa (Benth.) e Bauhínia forficata (Link.). Compararam-se as concentrações dos parâmetros bioindicadores nas folhas das espécies entre bairros com consideráveis índices de poluição (Enseada do Suá, Laranjeiras, Ibes) e a Reserva Ecológica de Duas Bocas, considerada como região livre da carga de poluentes. Para a RGV os valores máximos de ozônio (O3) para o período de exposição de 4 horas são de 140 μg/m3, e estão acima dos valores mínimos propostos por Stern et al (1984) que causam injúrias às espécies vegetais como legumes, orquídeas e tabaco (59 μg/m3). Foram realizadas 3 campanhas de análises bioquímicas (Outubro/Novembro/2003, Dezembro/2004 e Agosto/2005), onde foi possível verificar a influência anual e sazonal das estações do ano e do ozônio nos parâmetros bioquímicos. Dez metodologias diferentes para o cálculo da concentração de ozônio foram implementadas (média diária, média diária entre 7:30h e 18:30h, média diária entre 9:30h e 16:30h, média móvel para 4 horas de exposição, média mensal da média diária, média mensal da máxima diária, SUM-0, AOT-40 e SUM-60, além da média horária). Estas metodologias podem melhorar as respostas sobre o impacto do ozônio nas alterações bioquímicas dos vegetais. Além disso, foi verificada a influência do solo dos locais em estudo, realizando uma análise de nutrientes de solo em Dezembro/2003. Parâmetros bioindicadores como pH, BCI, ácido ascórbico, atividade de peroxidase e clorofilas totais na espécie Licania tomentosa e; pH, BCI, ácido ascórbico, clorofila total e β-caroteno na espécie Bauhínia forficata, constituem potenciais indicadores de estresse causado pela poluição do ar, especialmente por ozônio. As médias móveis para 4 horas de exposição e o AOT-40 se relacionaram bem como algumas alterações bioquímicas nas espécies. Ambas as espécies têm apresentado sensibilidade à poluição atmosférica, através de alterações observadas em diferentes parâmetros bioquímicos para diferentes concentrações de ozônio.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/6154
Appears in Collections:PPGEA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
dissertacao_Otavio_24_02_2006.pdf1.95 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.