Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/6161
Title: Estudo do fluxo de deposição de partículas para a Região Metropolitana da Grande Vitória usando dados de partículas totais em suspensão
metadata.dc.creator: Alves, Mayana Rigo
Keywords: Fluxo de deposição;Velocidade de deposição;Material particulado depositado;Atmospheric Aerosol;Settled Particles;Total Suspended Particles
Issue Date: 28-Feb-2011
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: ALVES, Mayana Rigo. Estudo do fluxo de deposição de partículas para a Região Metropolitana da Grande Vitória usando dados de partículas totais em suspensão. 2011. 144 f. Dissertação (Mestrado em Poluição do Ar, Recursos Hídricos, Saneamento Ambiental) - Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2011.
Abstract: A maior parte dos trabalhos científicos sobre a presença de material particulado na atmosfera está relacionada a partículas mais finas (menores que 2,5 μm ou menores que 10 μm), devido a seus efeitos sobre a saúde pulmonar dos seres humanos. Entretanto, partículas maiores podem causar consideráveis incômodos à população, devido a sua deposição sobre as superfícies, e a essas partículas, dá-se o nome de Material Particulado Depositado- MPD. A maior parte dos métodos experimentais para quantificação de partículas é bastante trabalhosa e onerosa, motivando o uso de métodos teóricos ou métodos indiretos de quantificação. O objetivo da aplicação da técnica indireta é reduzir o custo das medições e acelerar o tempo de obtenção dos dados. Nesse contexto, o objetivo geral deste trabalho é avaliar a hipótese da utilização de dados de Partículas Totais em Suspensão - PTS (medidos por equipamento automático) no cálculo do fluxo de deposição, substituindo o uso de medidores de deposição baseados em gravimetria. Dentro desse alvo, o presente trabalho buscou contribuir na implantação da rede de monitoramento de partículas sedimentáveis, bem como agilizar o processo de obtenção dos dados de fluxo de deposição dessas partículas. Os fluxos de deposição foram medidos no período de abril de 2009 a abril de 2010 em algumas das estações pertencentes à Rede Automática de Monitoramento da Qualidade do Ar (RAMQAR) pelo método de coleta baseado na Norma ASTM D1739 (1998). Esse mesmo fluxo foi estimado para uma das estações da rede (RAMQAR), a saber, Jardim Camburi, através de quatro modelos matemáticos. Três deles são baseados em modelos existentes na literatura e um é baseado no ajuste de curva para a obtenção da velocidade de deposição a partir dos dados experimentais de deposição. O último modelo apresentou resultados superiores aos demais. Tendo em vista o bom resultado desse último modelo, ele foi aplicado às demais estações. De forma geral, os resultados obtidos em todas as estações foram bons, conseguindo prever em 93% os valores de fluxo de deposição da região estudada. Demostrando ser uma ferramenta auxiliar para uma rápida estimativa dos fluxos de deposição onde as medições PTS estão disponíveis. No entanto, o modelo é dependente da existência de medidas de fluxo de deposição experimental para a sua calibração
Most scientific studies regarding the atmospheric aerosol is related to fine particles (less than 2.5 μm or less than 10 μm), due to its effects on lung health of humans; however, larger particles can cause considerable annoyance to the population, due to their deposition on surfaces (Settled Particulate Matter SPM). Most experimental methods for the quantification of these particles are laborious and expensive, motivating the use of theoretical methods or indirect methods of quantification. The aim of the indirect methods is to reduce the cost of measurements and time to obtain the data. In this context, the objective of this study is to evaluate the hypothesis using data of TSP concentration (measured by automated equipment) for calculating the deposition flux, replacing the use of experimental methods for direct measurements of deposition based on gravimetry. Within this target, this study sought to contribute in the implementation of the monitoring network of sedimentary particles as well as expedite the process of obtaining the data flow of deposition of these particles. The deposition fluxes were measured from April 2009 to April 2010 at 7 stations of the Regional Air Quality Monitoring Network (RAMQAR), by using ASTM D1739 (1998). The deposition flux was estimated by four mathematical models. Three models are based on models existing literature and one model is based on a curve fit to obtain the deposition rate from the experimental data of deposition. The latter model showed better results than others, given the successful outcome of this last model was applied to the stations. Overall, the results were satisfactory, achieving 93% predict average flux values for the region. Thus, in general, the results indicate the a simple linear fitting can be used as a aiding tool for fast estimating of deposition fluxes where TSP measurements are available. Nonetheless, the model is dependent on the existence of deposition flux measurements for calibration
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/6161
Appears in Collections:PPGEA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Mayana Rigo Alves parte 1.pdf1.55 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.