Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/6234
Title: Estudo da tensão residual através de difração de raios X em aço inoxidável duplex submetido a diferentes tratamentos térmicos
metadata.dc.creator: Santos, Camila Zangerolame
Keywords: Aço inoxidável duplex;UNS S32304;Tensão residual;Difração de raios X;Duplex stainless steel;UNS S32304;Residual stress;X Ray diffraction
Issue Date: 7-Dec-2012
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: SANTOS, Camila Zangerolame. Estudo da tensão residual através de difração de raios X em aço inoxidável duplex submetido a diferentes tratamentos térmicos. 2012. 94 f. Dissertação (Mestrado em Materiais e Processos de Fabricação; Mecânica dos Sólidos) - Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2012.
Abstract: A evolução das tensões residuais em um aço inoxidável duplex submetido a diferentes tratamentos térmicos foi investigada por difração de raios X. Neste trabalho, amostras do aço UNS S32304 foram analisadas. Estas ligas possuem uma microestrutura composta por duas fases, austenita e ferrita, em frações volumétricas aproximadamente iguais. A fim de caracterizar detalhadamente as amostras, técnicas de difração de raios X e de susceptibilidade magnética AC foram utilizadas. Para determinar a tensão residual existente em cada fase, empregou-se a técnica do sin2ψ. Este método baseia-se na medição das posições dos picos de uma dada reflexão hkl para várias direções do vetor de espalhamento. Ao medir e calcular essas tensões se observou que, devido aos tratamentos térmicos, tensões residuais compressivas foram obtidas tanto para a fase ferrítica quanto para a fase austenítica
The evolution of residual stresses in a duplex stainless steel with different thermal treatments was investigated by X-ray diffraction. In this work, samples of steel UNS S32304 were analyzed. These materials have a two-phase microstructure of ferrite and austenite in approximately equal volume fractions. The samples were characterized in detail by X-ray diffraction and AC magnetic susceptibility. To determine the residuals stresses in the phases, the method of sin2ψ was used. This method is based on the measurement of peak positions for a given hkl reflection and for various directions of the scattering vector. It was observed that due to heat treatment, there is a residual compressive stresses for both the ferritic phase and for the austenitic phase
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/6234
Appears in Collections:PPGEM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Camila Zangerolame Santos_2012_11_26_1_15.pdf510.42 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.