Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/6263
Title: Estudo de verbos codificadores de extensão ou escala no jogo da linguagem: uma perspectiva funcionalista
metadata.dc.creator: Cristóvão, Heloá Ferreira
Keywords: Verbos codificadores de extensão ou escala;Transitividade;Uso;Valência;Funcionalismo;Verbs encoders of extent or scale;Transitivity;Use;Valency;Functionalism
Issue Date: 5-Aug-2013
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: CRISTÓVÃO, Heloá Ferreira. Estudo de verbos codificadores de extensão ou escala no jogo da linguagem: uma perspectiva funcionalista. 2013. 89 f. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Estudos Linguísticos) - Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2013.
Abstract: A maioria dos gramáticos acolhe os verbos em duas sessões: uma que trata de aspectos morfológicos; em seguida, dentro de uma perspectiva sintático-semântica, que aborda os verbos quanto à predicação. Isso se configura um problema nesse modelo de análise, visto que, ao considerar os verbos como elementos discretos, em frases descontextualizadas, não se consideram as relações morfológicas, sintáticas, semânticas, pragmáticas e discursivas que só podem ser observadas a partir da língua em uso, dentro do jogo combinatório da linguagem. A partir dessas considerações, a concepção de língua que adotamos se coaduna com aquela proposta pelo Funcionalismo, que defende os estudos de fenômenos linguísticos a partir da análise das estruturas em uso real, priorizando as relações que se estabelecem no contexto comunicativo. Igualmente importante, foi o estudo da estrutura argumental da oração, formada pelo verbo e seus selecionados elementos obrigatórios (argumentos). Com relação aos verbos que serão objeto da pesquisa, orientamo-nos pela classificação realizada por Azeredo (2004, p.180), baseada na proposta de estudo de Cano Aguilar (1981) para a língua espanhola, que arrolou o grupo de verbos codificadores de extensão ou escala no português, entre eles: atravessar, percorrer, subir, abraçar, presidir, contornar, ocupar, preencher, inundar, medir 1 (ele mediu um terreno), medir 2 (o terreno mede 160 m), valer e durar (a viagem durou 80 dias). Em nossa pesquisa, analisaremos a transitividade de um recorte desse grupo, composto pelos verbos subir, ocupar, medir, durar, valer e seu uso na língua portuguesa, que, juntamente com a escolha do referencial teórico, justificam a importância deste estudo, visto que esse fenômeno é mais bem observado em condições reais de comunicação. O corpus é constituído de textos do âmbito jornalístico escrito e o levantamento de dados foi realizado por meio de ferramenta de pesquisa on-line no acervo digital da Revista Veja. Esperamos que o resultado desta pesquisa evidencie que um estudo que tenha como ponto de partida a língua em uso vá muito além das proposições das gramáticas
The most of grammarians welcome verbs in two sessions, namely: the first that deals with morphological aspects, then within a syntactic-semantic perspective, which deals with verbs as the predication. This creates the problem of proposal analysis, given that when considering verbs as discrete elements in non-contextualized sentences, the relationships are not considered morphological, syntactic, semantic, pragmatic and discoursive that can only be observed from the language in use, in game combinatorial language. From these considerations, the design language we adopt is consistent with that proposed by functionalism, which advocates the study of linguistic phenomena from the analysis of the structures in actual use, prioritizing the relationships established in the communicative context. Equally important was the study of argument structure of sentence, formed by the verb and its selected elements required (arguments). With respect to verbs that will be the object of research, we look to the classification performed by Azeredo (2004, p.180), based on the study proposal of Cano Aguilar (1981) for the Spanish language, that enrolled a group of verbs encoders of extent or scale in Portuguese, among them: cross, roam, rise, embrace, preside, contour, occupy, fill, flood, measure 1 (he measured a piece of land), measure 2 (the land measures 160 m), earn and last (the trip lasted 80 days). In our research, we analyze the transitivity of a clipping of this group, consisting of the verbs rise, occupy, measure, last, earn and their use in the Portuguese language, which, together with the choice of theoretical, justify the importance of this study, since this phenomenon is best observed in real communication. The corpus is composed of texts within the journalistic writing and data collection was conducted through a research tool on-line in digital collection of Veja Magazine. We hope that the result of this research it is clear that a study has as starting point the language used go far beyond the propositions of grammars
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/6263
Appears in Collections:PPGEL - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Heloa Ferreira Cristovao.pdf793.79 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.