Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/6481
Title: Frequência do gênero dos pacientes com hanseníase em relação à baciloscopia nos municípios do Estado do Espírito Santo
metadata.dc.creator: Maciel, Leonardo Bezerra
Keywords: Hanseníase;Hanseníase Multibacilar;Epidemiologia;Sexo;Leprosy;Multibacillary Leprosy;Epidemiology;Gender
Issue Date: 19-Sep-2013
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: MACIEL, Leonardo Bezerra. Frequência do gênero dos pacientes com hanseníase em relação à baciloscopia nos municípios do Estado do Espírito Santo. 2013. 75 f. Dissertação (Mestrado em Mestrado Profissonal em Medicina) - Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2013.
Abstract: Background: Leprosy prevails as a public health problem in ten countries around the world, however, its control stops into complex cultural, social and biological questions. The frequency of the disease is apparently equal in both genders; however, there is a slight predominance of multibacillary forms in males, which could be explained by behavioral factors, or save some relation to biological factors. Objective: Evaluate the correlation of bacilloscopy with gender of leprosy patients in Espiríto Santo state (Brazil), in the period from 2001 to 2011. Patients and methods: Observational, descriptive and retrospective study of leprosy patients, notified at the Health Secretary of Espiríto Santo State. With these data we constructed a spreadsheet in SPSS Statistics 17.0 for statistical analysis. Results: From the 16030 leprosy cases reported was found that the majority were males (53%) had less than eight years of schooling (76%), they were concentrated in the north-central region of Espiríto Santo state (94%), predominated paucibacillary forms, however, multibacillary forms were most frequent among males (66%), with prevalence of positive bacilloscopy (72%) and neural involvement (62%). Conclusion: Men were the main responsible for the transmission and perpetuation of this endemic disease in the State of Espiríto Santo. Being men increased 2.54 times the risk of patients being multibacillary and increased 3.22 times the risk of patients presenting positive bacilloscopy
Introdução: A hanseníase persiste como problema de saúde pública em dez países do mundo, porém seu controle esbarra em complexas questões culturais, sociais econômicas e biológicas. A frequência da doença é, aparentemente, igual entre os sexos, no entanto, há discreto predomínio das formas multibacilares nos homens, fato que poderia ser explicado por fatores comportamentais ou guardar alguma relação com fatores biológicos. Objetivo: Avaliar a correlação da baciloscopia de raspado intradérmico com o sexo dos pacientes com hanseníase no Estado do Espírito Santo (Brasil), no período compreendido entre os anos de 2001 e 2011. Pacientes e métodos: Estudo observacional, descritivo e retrospectivo dos pacientes com hanseníase, notificados à Secretaria de Estado da Saúde do Governo do Estado do Espírito Santo (SESA/ES). Com esses dados foi construída uma planilha no programa SPSS Statistics 17.0, para a análise estatística. Resultados: Dos 16030 casos notificados verificou-se que a maioria era de homens (53%), tinha menos de oito anos de estudo (76%), concentraram-se na região centro-norte do Estado (94%), predominando as formas paucibacilares, no entanto, as formas multibacilares foram as mais frequentes entre os homens (66%), com predominância da baciloscopia positiva (72%) e do comprometimento neural pela doença (62%). Conclusão: Os homens foram os principais responsáveis pela transmissão e perpetuação da endemia no Estado do Espírito Santo. Ser homem aumentou 2,54 vezes o risco de o paciente ter uma forma multibacilar da doença e 3,22 vezes o risco de apresentar a baciloscopia positiva
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/6481
Appears in Collections:PPGMED - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Leonardo Bezerra Maciel.pdf1.76 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.